Archives

Viagens

Lisboa em 35mm

June 19, 2020

Falei neste post que o próximo seria sobre a visita à Lisboa, mas surgiu uma quarentena no meio do caminho e não tinha muito clima para postar sobre viagens. Estas fotos foram feitas no início de fevereiro, durante a pequena road trip que fizemos entre Portugal e Espanha no último inverno. Fotografei um filme inteiro em um dia, coisa que nunca tinha feito antes. Foi uma delícia passear com calma pela capital portuguesa num dia nublado. O friozinho estava na medida, tudo que precisávamos para subir e descer as ladeiras de Lisboa sem muito sofrimento. No dia seguinte, minhas panturrilhas estavam doloridas, pois não trabalhamos com ladeiras em Amsterdam.

Meu desejo de visitar Lisboa nasceu quando eu ainda estava na universidade e peguei uma disciplina chamada Romantismo Português durante um curso de verão. Viajei para lá por meio da literatura primeiro e ficava sonhando com o dia que eu visitaria de fato a capital portuguesa. Demorou bastante para esse dia chegar, mas chegou e tudo me pareceu muito familiar, era como se eu realmente já tivesse estado ali.

Continue Reading…
Cotidiano

Tentando manter a sanidade mental

June 3, 2020

Passei uns dias evitando um pouco as notícias em nome da minha paz mental. Daí vi por alto que estava rolando uns protestos nos EUA por conta de racismo e depois rolaram uns no Brasil e aí começa a pipocar uns posts antirracistas e anti-fascistas no meu feed do instagram. Antes de dar opinião sobre qualquer coisa, procuro entender a situação primeiro. Tinha conversado recentemente sobre a situação no Brasil com uma amiga que é historiadora e ela comentou sobre a bandeira da Ucrânia nos protestos. Eu tinha ouvido falar, mas não tinha ido atrás. Até que liguei os pontos.

Já tem um tempo que mudei o rumo da prosa desse blog porque não quero atrair gente bizarra pra cá. Dia desses recebi um comentário de um paraquedista no primeiro post sobre a minha viagem para Moscou. A pessoa tirou umas conclusões sobre o governo da Rússia baseado numa curta visita que ela fez à capital do país e entendeu que meu post comprovava a conclusão dela. Esse comentário não foi aprovado porque essa pessoa claramente não lê o blog, senão ela saberia a minha opinião sobre o presidente da Rússia.

Continue Reading…
Cotidiano

Inspiração: a fotografia de “Dark”

May 25, 2020

Já falei sobre a minha obsessão com a série alemã “Dark” aqui no blog e, além de já ter assistido a série duas vezes, tenho levado a palavra de “Dark” para outras pessoas sempre que tenho oportunidade hahaha. Neste post, quero focar na fotografia, que é apenas um dos milhões de motivos para assistir essa série que foi eleita a melhor entre as séries originais da Netflix pelos usuários do Rotten Tomatoes.

O diretor de fotografia da série se chama Nikolaus Summerer e eu fui pesquisar sobre este moço porque sou dessas que fica obsessiva com assuntos que me interessam. Pela sua conta do instagram, descobri que ele participou de um podcast chamado Artist Decoded e claro que fiz questão de ouvir. Uma coisa que eu já desconfiava e que ele confirma nesse podcast, é que Prypiat serviu de referência para o futuro pós-apocalipse de “Dark”.

Continue Reading…
Cotidiano

Diário visual de quarentena

April 26, 2020

Até parece que este blog ia ficar sem registros deste momento histórico neh? Aos poucos, venho tentando traduzir em imagens como tem sido esse período de isolamento. As primeiras medidas foram divulgadas no dia 15/03 e, no dia seguinte, fui ao centro pela última vez para cortar o cabelo. Eu tinha marcado antes do governo divulgar as primeiras medidas e, a princípio, os salões de beleza não precisaram fechar. Agora, eles seguem fechados até dia 20/05, o que significa que terei que dar meu jeito aqui na juba. Será que chegou a hora de adotar um moicano?

Continue Reading…
Cotidiano, Viagens

Reconectar-se

April 3, 2020

O bom de se mudar é que você tem que reorganizar todas as suas coisas. Em março, fez um ano que a nossa mudança chegou e eu passei esse último ano arrumando a casa inteira. Desempacotei todas as caixas, limpei, lavei, organizei, doei e joguei fora um bocado de coisas. No meio dessas reorganizações, encontrei uma pen drive com fotos analógicas de 2013 e 2014 que eu não salvei no Lightroom.

Não sei que filme é esse, só sei que a câmera usada foi a Ricoh 35ZF. Tem fotos de uma viagem pra São Paulo, em março de 2013 e as primeiras fotos de Kiev que marido fez logo que ele chegou, em agosto de 2014. Foi o primeiro filme revelado em Kiev e um dos primeiros posts do blog tem foto desse filme.

Continue Reading…
Viagens

Road Trip Portugal – Espanha

March 13, 2020

Conforme prometido no post anterior, aqui estão as poucas fotos que fiz com a câmera digital durante essa pequena road trip de inverno. Não visitei nenhum cemitério nessa viagem, mas teve essa capela maravilhosa em Évora, cheia de ossos e com muita explicação, que ajudaram meu marido a entender porque eu gosto de visitar esses lugares.

A Capela dos Ossos era um espaço de oração e meditação sobre a efêmera condição humana, construída pelos frades franciscanos no final do século XVI, com os ossos que estavam nos túmulos das igrejas e cemitérios da cidade. A frase escrita na porta de entrada é um convite à reflexão, um lembrete de que a morte chega para todos nós.

Continue Reading…
Cotidiano, Viagens

Inverno em Preto e Branco – 35mm

February 29, 2020

Tem tempo que a Amélie não aparece por aqui, então resolvi começar logo esse post com esse retrato dela. Ela adora livros, cadernos, papéis. Acho que é porque ela sempre ficava comigo quando eu estudava pra concursos e ainda não tínhamos adotado a Lola. Uma verdadeira nerd.

Depois que revelei o filme de Paris, coloquei um Kodak Tri-X 400 na câmera porque acho que o inverno combina com preto e branco. Dei muita sorte de ser presenteada com uns dias de névoa que eu amo e saí inspirada para fazer as fotos abaixo apesar do frio.

Continue Reading…
Cotidiano, Cultura

Sobre fotografia de Susan Sontag

January 24, 2020

Em 2010, comecei a ler “Sobre fotografia” da Susan Sontag, mas nem cheguei a terminar o terceiro ensaio. Definitivamente, não estava preparada para encarar esse livro naquela época e abandonei a leitura. Resolvi começar a leitura novamente no ano passado e ela fluiu. É impressionante o quanto esse livro (lançado em 1977) continua absurdamente atual. A autora faleceu em 2004 e nem chegou a ver toda essa febre de redes sociais na internet e isso torna a leitura ainda mais impactante. Anotei vários trechos e refleti sobre muitas questões relacionadas à fotografia e à vida. Deixarei registradas aqui algumas das minhas anotações para vocês refletirem também.

Já começo logo com essa citação que tem tudo a ver com uns posts que já fiz aqui sobre tempo: “Fotos fornecem formas simuladas de posse: do passado, do presente e até do futuro”. Essa frase faz parte do último ensaio, intitulado “O mundo-imagem”. O livro contém 6 ensaios e uma “Breve antologia de citações”, a maioria delas de fotógrafos, mas há algumas de filósofos também. Afinal, a fotografia envolve muito pensamento, muitas questões, muitas reflexões.

Continue Reading…
Cotidiano, Holanda

Primeiro outono na Holanda

January 8, 2020

Todo ano faço fotos do outono porque é a minha estação preferida. Me mudei do Brasil em outubro de 2014 e criei o blog no mesmo mês, ou seja, ele fez aniversário em outubro de 2019. Os registros do meu primeiro outono na Holanda são mais que especiais porque comemorei os 5 anos de existência deste bloguito na companhia de mulheres lindas que conheci graças a ele: Taís, Gabi, Ana e Paula.

Criar esse blog foi uma das melhores ideias que já tive na vida porque ele abriu portas que nunca teriam sido abertas caso essa ideia tivesse ficado apenas na minha cabeça ou num papel. Esse encontro das desinfluencers é a prova de que vale a pena Listen to your heart when he’s calling for you (R.I.P. Marie Fredriksson). Eu já tinha desvirtualizado a Paula e a Gabi, mas ainda faltava a Taís e a Ana. Demorou, mas esse encontro aconteceu da forma mais mágica e especial possível.

Continue Reading…
Viagens

Paris em 35mm

December 20, 2019

No início desse mês, pegamos o trem rumo a Paris para encontrar um amigo que ficou entre os finalistas do Mobile Film Festival e recebeu uma ajuda de custo da organização do festival para participar da cerimônia de premiação. O tema desse ano era “Act NOW on climate change” e os participantes deveriam enviar um filme de um minuto feito com celular. David Murad foi o único participante do Brasil entre os 50 filmes selecionados e foi o segundo mais visto durante o período de apreciação pelo público.

Continue Reading…