Cultura, Viagens

Um fim de semana em Lviv – Parte 2

December 28, 2014

O domingo acabou tendo uma temática meio medieval. Tínhamos reserva para as 11 da manhã num restaurante chamado The First Grill Restaurant of Meat and Justice. Ele fica localizado na área do Arsenal de Lviv, uma construção do século XVI. A decoração é bem rústica e há vários instrumentos de tortura espalhados pelo local. Tomei um café com canela e comi um strudel enquanto os outros foram de peixe. Bom, eu não como carne vermelha e tenho estômago fraco pela manhã, então nem rola de comer um rangão pesado assim como primeira refeição, mas parece que isso é bem comum por aqui, segundo nossa amiga ucraniana.

Essa gaiola da foto abaixo é usada em uma das execuções que acontecem no restaurante. Como era de dia, não presenciamos nenhuma execução, mas para quem vai à noite o espetáculo é garantido.

_DSF4748

Repara na cadeira de tortura na foto abaixo. Levei um susto quando o garçom trouxe a conta, não com o valor, mas com a forma como ela foi apresentada. Ele veio com uma machadinha e pá! Usem a imaginação hehe.

_DSF4752

Do restaurante seguimos para o museu de armas que fica a alguns passos de distância e lá é possível conferir a evolução das armas ao longo dos séculos. O museu tem um acervo bem grande de espadas, punhais, escudos, armaduras, canhões e armas de fogo de vários tipos. Veja mais fotos clicando na galeria no início do post.

_DSF4796

_DSF4803

Depois do museu fomos para uma fábrica de café de Lviv que fica na Rynok Square, a praça central. A cidade é muito famosa por seu café e claro que fomos experimentar. Além da fábrica e de uma loja enorme de livros e souvenirs, há um café subterrâneo que imita uma mina. É super escuro e você recebe um capacete com uma luzinha assim que entra no local. Não tiramos fotos porque a bateria da câmera tinha descarregado e não ia sair muita coisa pra falar a verdade. Lá tomamos um café que vem com uma camada de açúcar por cima devidamente queimada com um maçarico, criando aquela casquinha de crème brûlée. O garçom queima o açúcar na sua frente e é um tanto quanto emocionante ver aquele fogo todo na escuridão (rola também um medinho dele queimar algo além do açúcar, como o seu rosto, por exemplo).

Da fábrica de café seguimos para o Museu da Cerveja de Lviv. A Lvivske é a primeira cerveja ucraniana fabricada por monges desde 1715 e esse museu conta um pouco da história dela. Ao final da visita, você pode degustar a versão clara e escura da cerveja. Saindo do museu, fomos direto para um restaurante italiano chamado Bianco Rosso onde comi um ravioli de ricota com pesto que estava delicioso. Após jantar, fechamos a noite no Cafe 1, um local muito charmosinho ao lado da Latin Cathedral. Tomei um spritz enquanto Anastasia foi de vinho branco e os meninos de cerveja. Depois de conversarmos bastante, voltamos para o apartamento para dormir porque nossa viagem de volta para Kiev começaria às 6 da manhã de segunda-feira.

E aqui termina o relato da minha primeira viagem desde que me mudei para Kiev. Lviv é uma cidade bem charmosinha, me lembra um pouco Florença por conta do tamanho, das catedrais, das ruas estreitas e com paralelepípedos e das construções antigas. As pessoas falam muito mais ucraniano do que russo e, ao contrário de Kiev, não falam tanto inglês. Nossos passeios foram meio limitados por conta do tempo chuvoso, mas nós ainda voltaremos lá muitas vezes.

Fotos por: Rafael Dourado.

P.S.: Não coloquei link de alguns lugares porque eles não têm site próprio, mas é bem fácil encontrar o endereço digitando o nome no Google.

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply Bárbara December 30, 2014 at 2:55 am

    Sensacional! Esse segundo dia pareceu bem mais agitado, hein! E esse restaurante “da tortura”?! Meu deus! O outro café subterrâneo também parece ser bem bacana! Por que vocês escolheram ir conhecer essa cidade especificamente? E uma curiosidade: russo é muito diferente de ucraniano?

  • Reply Alessandra Araújo December 30, 2014 at 5:15 pm

    Sim, esse dia foi um pouco mais agitado porque a Anastasia e o Tobi já conheciam, então eles sabiam para onde poderíamos ir. No primeiro dia estávamos meio perdidos por lá hehe. Nós fomos para essa cidade a convite da Anastasia e, como já queríamos conhecer, foi a oportunidade perfeita. Essa é uma das cidades mais famosas da Ucrânia junto com Kiev, Odessa e a região da Criméia. Costumo dizer que a diferença entre russo e ucraniano é algo como a diferença entre português e espanhol. O alfabeto tem algumas letras diferentes e algumas palavras são diferentes também. Mas o pessoal aqui costuma aprender as duas línguas na escola. 🙂

  • Reply Um ano de blog! – Um Novo Destino October 14, 2015 at 3:43 pm

    […] O post mais popular de dezembro foi “A hora e a vez de cortar o cabelo” e nesse mês também fomos para Lviv pela primeira vez. Para relembrar, é só clicar aqui e aqui. […]

  • Leave a Reply