Viagens

Road Trip Riviera Francesa

November 16, 2019

No final de setembro, partimos para uma road trip sem planejamento rumo à Riviera Francesa. A única certeza que tínhamos é que queríamos sol e praia. Nosso companheiro de road trips veio passar uns dias em Amsterdam para depois pegarmos a estrada. Foi a primeira vez que viajamos sem planejar nada. Fomos decidindo tudo no caminho: que cidade parar para dormir, hotel e tal. A previsão do tempo em Nice indicava sol e calor nos dias definidos para a viagem, então resolvemos não ficar parando em várias cidades no caminho para chegar logo na praia.

Na ida, jantamos na região de Champagne (e bebemos champagne, lógico!) e dormimos no Fórmula 1 de Dijon. Estava tudo limpo e tal, mas o banheiro era compartilhado e fora do quarto. Ainda bem que foi só pra dormir mesmo. Tomamos café da manhã num lugar fofo chamado Morning Glory (Need a little time to wake up) e demos uma voltinha pela cidade antes de pegar a estrada de novo.

Ando enfrentando uma crise fotográfica e resolvi levar uma câmera analógica nessa viagem para ver se as fotos me emocionavam novamente. Estava sentindo falta de fotografar devagar, por prazer e sem pressão. Levei a Olympus OM2n que estava com um filme dentro, provavelmente desde 2015 quando a compramos em Viena. Não perdemos muitas fotos quando abrimos a câmera porque ele estava bem no comecinho. O filme é um Fuji Superia 400 e as fotos acima foram feitas pelo marido, pois eu só peguei essa câmera em Nice (foto que abre o post).

Nós não ficamos em Nice porque não encontramos hospedagem em conta. Descobrimos um hotel gracinha em Juan le Pins e foi muito melhor do que se tivéssemos ficado em Nice porque a praia de lá tinha bem mais estrutura e é de areia. O primeiro dia foi só pra curtir a praia sem fazer nada. No dia seguinte, fomos turistar em Nice e as fotos são desse dia.

Acho que esse filme definiu bem o motivo pelo qual queríamos sol e praia: em Dijon estava nublado, cinzento e friozinho. Chegamos no litoral e panz! Sol, cores e calor. É o mesmo filme, mas dá pra ver direitinho a diferença que a luz faz.

Gostei bastante das cores do Fuji Superia, mas tive que editar a saturação em algumas fotos porque achei um pouco demais, especialmente na pele. Imagino que se as fotos forem feitas com uma luz mais suave deve ficar melhor. Mas em viagem não dá pra fazer isso, as fotos acontecem no horário que estou passeando. Quanto à camera, amei fotografar com ela porque tem fotômetro e o foco é fácil de fazer. O problema é que agora só quero fotografar com ela, então haja dinheiro pra revelação (cerca de 16 euros cada filme). Saudade dos preços de Kiev…

As fotos acima foram feitas em Mônaco com um Fujichrome Provia 100. Gostei mais do Fuji Superia porque as fotos são mais imperfeitas. Claro que entre uma foto digital e um filme cromo, vou preferir o cromo porque ainda é uma foto analógica e charmosa, porém um pouco perfeita demais para o meu gosto. Ainda por cima, a revelação é mais cara (Euro 24,50) e não é qualquer lugar que revela.

As última fotos foram todas feitas em Menton, última parada antes de pegar a estrada de volta para casa. Teve limoeiro, dementadores, meus cadarços combinando com a grade, um farol wesandersoniano, cemitério e um gatinho dormindo numa moto. Percebe-se claramente uns temas recorrentes nas minhas fotos, não é mesmo?

As fotos digitais provavelmente não serão postadas pois, como já comentei no início desse post, estou em crise. Editei apenas algumas para mandar pro meu amigo e sei lá quando vou olhar as outras. Vários questionamentos em relação a trabalhar com fotografia rolando na minha cabecinha. Eu precisava de sol, calor e do abraço da fotografia analógica. Venho tentando ser mais organizada com os filmes para depois investir só nos que eu gostar mais do resultado. Ter um blog ajuda nessa organização. Então, espero que tenham gostado desse tipo de post porque vai ter mais hehe.

You Might Also Like

12 Comments

  • Reply Adeeh Mello - BLOG ♥ November 16, 2019 at 5:20 pm

    Ai eu já falei que eu adoro bastante as suas viagens, e adoro mais ainda as suas fotos. São inspirações. Você tem alguma dica pra quem quer ter pelo menos uma noçãozinha sequer (10% pelo menos, kkkk) sobre fotografia? Suas fotos são maravilhosas, você tem algum curso rápido ou dicas de como aprendeu? Me conta aí! ♥ Beijos

    https://adeehmello.blogspot.com/

    • Reply Alessandra November 17, 2019 at 1:50 pm

      Que delícia saber que minhas fotos te inspiram! Sobre fotografia, dá para aprender muita coisa no youtube. Tem vários canais legais de fotografia. Joga na busca “fotografia para iniciantes” ou algo do tipo que você deve achar. Eu aprendi em curso presencial, já que 12 anos atrás não tinha a quantidade de conteúdo que existe disponível hoje. Posso fazer um post indicando uns canais legais de fotografia. Beijão!

  • Reply Gabi November 17, 2019 at 1:36 pm

    Amei muito essas fotos, muito clima balneário setentinha <3 Fiquei morrendo de vontade de fazer essa roadtrip.. alias, Dijon ta no nosso radar para breve, quem sabe em fevereiro. VocÊ gostou?

    • Reply Alessandra November 17, 2019 at 2:01 pm

      Clima balneário setentinha – AMO! Recomendo super ficar em Antibes (onde eu fiquei). Tinha umas comidas ótimas e a praia que era o que a gente queria. Não vi muita coisa de Dijon, então nem posso dar uma opinião. Era uma terça-feira e a minha sensação foi de cidade do interioorrrr. A gente realmente não pesquisou nada, simplesmente jogamos no google maps e fomos.

  • Reply Paula A. November 20, 2019 at 9:33 am

    Ainda estou besta com a nitidez do Fujichrome Provia 100, que coisa mais linda! Espero que a fotografia analógica continue te inspirando, pois seus registros são lindos. <3

    • Reply Alessandra November 20, 2019 at 9:44 am

      Eu já tinha fotografado com ele na Ricoh e a diferença de nitidez é gritante, ou seja, a câmera faz diferença. Obrigada pelo elogio, amiga. Seguiremos gastando muitos filmes por aí. <3

  • Reply Taís November 24, 2019 at 8:41 pm

    Estou tão apaixonada nessas fotos, Alê.. que climinha mais gostoso, queeeeeeero!
    Deu um ar tão gostoso de nostalgia, sei lá, me deu até uma saudade, sendo que nunca estive nesse canto do mundo hahahaha, deve ser coisa de sentimento. E por favor, faça mais posts assim mesmo, amo tudo <3

    • Reply Alessandra November 25, 2019 at 2:39 pm

      É muito doido sentir saudade de algo que você nunca viveu neh? Já senti isso também e acho que a fotografia analógica ajuda a trazer esse sentimento. E eu amo essa estética nostálgica! Pode deixar que farei mais posts assim <3

  • Reply Ana Carolina Poli November 27, 2019 at 11:33 am

    Amei as fotos, as analógicas dao esse toque mais “caseiro” e nostalgico, ficaram lindas! Vou para o México esse fim de semana e já estou pensando seriamente em comprar uma camera analógica para registrar tudo! 😀

    • Reply Alessandra December 4, 2019 at 10:09 am

      Nem preciso dizer que você tem todo o meu apoio para comprar essa câmera neh? 🙂

  • Reply BA MORETTI December 1, 2019 at 5:38 pm

    eu AMO esse tipo de post, manda mais ♥ HAHA e as fotos deram um calorzinho no peito 🙂 deu saudade de praia, deu saudade de sentir o calorzin do sol na pele e passear sem planejar muito 🙂

    • Reply Alessandra December 4, 2019 at 10:10 am

      Mando sim, aguarde! 😀 Passear sem planejar muito tem sido minha prioridade ultimamente.

    Leave a Reply