Archives

Cotidiano

Feliz dia das bruxas!

October 31, 2019

Não podia deixar essa data passar em branco neh? Último dia de outubro, o outono se despedindo, as temperaturas baixando e a noite chegando cada vez mais cedo. Fiz esse ensaio há alguns meses e já postei algumas fotos no intagram, mas hoje é o dia perfeito para postar mais alguns registros inéditos. Essa é a segunda parte do ensaio, onde usei luz de velas e de uma luminária Phillips Hue que a Paula tem em casa. Ela é simplesmente a modelo perfeita para as ideias que eu tinha e que bom que ela topou participar!

Continue Reading…
Cotidiano

Passeio guiado pelo cemitério judeu

September 4, 2019

Não é novidade para quem acompanha o blog há algum tempo que eu curto cemitérios, mas como tem um pessoal novo aparecendo por aqui, não custa nada avisar que está tudo bem, não precisa ter medo porque sou uma gótica domesticada, como diria minha amiga Paula que me convidou para esse passeio no último domingo.

Esse post não vai ser detalhado e cheio de links como os que eu costumava fazer sobre a Ucrânia por motivos de sem tempo, irmão. E também por motivos de o tour ter sido em holandês e eu não falar nada de holandês. Paula que fez aquele resumão maroto para que eu entendesse o que a senhorinha estava explicando.

Continue Reading…
Cotidiano, Kiev

Museu Pirogovo em Analógica

August 29, 2019

Recentemente, a Taís postou sobre a visita dela ao Museu Pirogovo e, enquanto editava umas fotos antigas, passei por essas fotos do Pirogovo em analógica que nunca postei aqui. Não tinha gostado do resultado na época, mas depois de fazer o workshop com a Nikki, resolvi dar uma editada nessas fotos e fiquei mais satisfeita.

Perguntei se a Nikki editava as fotos analógicas dela e ela disse que sim, porque às vezes as fotos estão lavadas demais e precisam de um tapa no contraste. Eu era meio purista e achava que as fotos analógicas não deveriam ser editadas. Aquele tipo de limitação besta que a gente impõe a si mesmo, sabe?

Continue Reading…
Cotidiano

Ajuda o povo de humanas

August 26, 2019

Esse mês, meus amigos da dupla That Gum U Like lançaram uma nova música e uma foto minha foi usada como capa do single. Ela faz parte de um ensaio que fiz no ano passado com minha amiga e fotógrafa Jacqueline Lisboa. Contei nesse post sobre o ensaio inspirado em Twin Peaks que fiz com a dupla também no ano passado.

“Ballad of a Boy” é uma canção feita em homenagem a Juninho, o cachorrinho deles que faleceu recentemente. Quem tem um bichinho de estimação deve imaginar o quanto dói dizer adeus, mas eles conseguiram transformar esse sentimento numa linda canção de amor. Para provar um pouquinho dessa melancolia, é só clicar abaixo.

Continue Reading…
Cotidiano

Workshop com Satellite June

August 15, 2019

Fotógrafos nunca param de estudar, então investir em cursos e troca de experiências com outros fotógrafos faz parte do processo de aperfeiçoamento do profissional. Quando surge a oportunidade de aprender com alguém cujo trabalho te inspira, é melhor ainda. E foi exatamente isso que aconteceu na semana passada.

A Nikki, mais conhecida como Satellite June, é uma fotógrafa holandesa que eu sigo no instagram há algum tempo e amo demais o trabalho dela. Todas as suas fotos são feitas com câmera analógica e luz natural. Esse ano, ela anunciou que promoveria alguns workshops e eu já fiquei com minhas anteninhas ligadas aguardando a divulgação das datas e preço.

Continue Reading…
Cotidiano, Cultura

Primeira Pride

August 5, 2019

Amsterdam celebrou a Pride 2019 no último fim de semana e foi a primeira vez que fui numa parada gay, então levei a câmera para registrar o evento. Não dava para ver muito dos barcos que desfilavam pelo canal, mas legal mesmo é observar as pessoas e ser contaminado pelo ritmo de festa.

O desfile acontece no canal que passa pela Prinsengracht e nas ruas paralelas ao canal fica bem cheio, mas ainda assim dá pra andar. Em nenhum momento me senti sufocada e sempre dava para dar uma fugida para a rua paralela à que estava muito lotada. Por sorte, a onda de calor veio na semana anterior, pois seria impossível ficar na rua com sensação térmica de 40 graus.

Continue Reading…
Cotidiano

Como está a vida?

July 23, 2019

A minha anda movimentada e a de vocês? Sei que algumas pessoas que sempre comentam aqui também andam com as vidas bem movimentadas, cheias de mudanças. Por isso os blogs andam meio abandonadinhos. Afinal, viver é mais importante e muitas vezes não sobra tempo mesmo para preparar posts. Me mudei para a terra das bicicletas há 5 meses e ainda estou em processo de adaptação. Mudar de casa e de cidade já dá aquela chacoalhada na vida, imagina mudar também de país? Pois é, a saída da zona de conforto aqui aconteceu no nível hard.

A emoção começou antes da mudança propriamente dita, com toda a preparação de documentos das gatas, organização do envio dos móveis, procura de apartamento, a viagem com as gatas e, no meio disso tudo, marido começou a estudar holandês e eu troquei as aulas de ucraniano pelas de russo porque já estava no inferno das línguas eslavas e resolvi abraçar logo o capeta. Além disso, continuei comparecendo religiosamente às aulas de yoga 3 vezes por semana.

Continue Reading…
Cultura

Ator ucraniano em “Stranger Things”

July 16, 2019

Terminei de asssitir a terceira temporada de “Stranger Things” e adorei me entreter e treinar o russo ao mesmo tempo. Estou estudando desde dezembro com a mesma professora com quem eu tinha aulas de ucraniano e fiquei bem feliz por entender um bocado de frases ditas em russo na série. Deu até para analisar as pronúncias e cheguei a comentar isso com ela.

O ator que interpreta o cientista Alexei é disparado o que fala mais perfeito, então fui pesquisar para ver se ele era falante nativo da língua. Descobri que não só a língua materna dele é russo, como também ele nasceu na Ucrânia e em Kiev! Ele se chama Oleg Vladimirovych Utgof e nasceu em 1986. Em 1997, mudou-se para Londres e usa o nome artístico Alec Utgoff. A letra “o” em russo é pronunciada como “a”, então faz sentido ele ter adotado Alec, pois é um nome mais próximo da pronúncia correta do nome dele.

Continue Reading…
Cotidiano, Cultura

Uma obsessão chamada “DARK”

July 12, 2019

Alguém aí assistiu a série alemã “Dark”? Quando saiu a primeira temporada, ouvi dizer que ela era parecida com “Stranger Things” e acabei não dando atenção porque não queria investir tempo assistindo mais do mesmo. Porém, o canal Alemanizando fez um vídeo mostrando algumas locações da série e disseram que “Dark” tinha relação com Tchernóbil/Chernobyl, aí eu me senti na obrigação de dar uma conferida e COMASSIM NINGUÉM ME FALOU DESSA SÉRIE!?!?

“Dark” é uma série incrível! Tem roteiro, fotografia, edição, trilha sonora, escolha de elenco impecáveis e é repleta de referências. É uma série para assistir prestando MUITA atenção porque se você piscar, perde algum detalhe. E o diabo, ele mora nos detalhes neh? Tem referência que captei, tem referência que não captei e fui atrás por motivos de obsessão, conforme já anunciado no título desse post. E porque eu AMO uma referência.

Continue Reading…
Cotidiano

De volta aos anos 90

July 2, 2019

Já tem um tempo que tenho reparado um retorno aos anos 90 em vários aspectos culturais e políticos. Até grupos como Spice Girls e Backstreet Boys pegaram carona nessa onda e aproveitaram a nostalgia dos fãs para ganhar um dim dim e ter uns minutinhos de fama novamente. Uma amiga atravessou o oceano e foi conferir o show das Spice Girls na Escócia. Ela me mandou uma mensagem dizendo “você bem que podia ir, neh ami?” e a minha resposta foi “amiga, eu era trevosa. até curto uns pops, mas não pagaria para ver um show das Spice Girls porque não era fã o bastante”.

Tem também que eu sou mais velha e não peguei muito esse frisson de Britney, Spice Girls, Backstreet Boys, Sandy & Júnior e Hanson. Mas eu tenho primas mais novas e lembro que elas eram fascinadas por esses artistas. O disco da foto acima foi meu presente de natal de 1991 e, nessa época, eu já gostava de uns rock, de New Kids On The Block e de Madonna (desde bem criancinha). Eu era uma pirralha de 10 anos, mas já me sentia super adolescente.

Continue Reading…