Viagens

Um fim de semana em Odessa

September 8, 2016

Em maio passamos um fim de semana em Odessa antes de viajarmos para Londres, mas só agora criei vergonha para escrever esse post. Pra dizer a verdade, esse post quase não existiu por conta de câmera sem bateria reserva. A dita cuja tinha ficado em casa, dentro do bolso de um casaco… Pois é, mancadas desse tipo acontecem nas melhores famílias. Mesmo assim, ainda deu para fazer alguns registros dessa cidade localizada no litoral ao sul da Ucrânia. Não há nenhuma foto da praia nesse post porque ficamos com preguiça de levar a câmera (quem nunca?). Porém, nem só de praia vive Odessa, então vocês poderão conferir por aqui fotos do centro histórico da cidade que é bem charmoso.

Odessa tem uma população de mais de um milhão de habitantes e era conhecida como “a pérola do Mar Negro” durante o século XIX. Ela foi fundada pelo francês Duc de Richelieu que governou a cidade de 1803 a 1814. Um monumento em sua homenagem está localizado na Primorsky Boulevard e é um dos pontos turísticos da cidade. A estátua de bronze foi inaugurada em 1828 e sua localização não podia ser melhor, já que ela fica em frente ao porto e parece que está desejando boas vindas aos navios que chegam na cidade. Fizemos um passeio guiado muito interessante que começou exatamente nesse monumento devidamente registrado abaixo. Logo em frente, fica a famosa escadaria do filme “Encouraçado Potemkin”, considerada um tesouro do cinema europeu com direito a plaquinha assinada por ninguém mais ninguém menos que o diretor Win Wenders.

_DSF8729

_DSF8732

img_20160524_134159

_DSF8750

_DSF8756

Odessa teve como governador outro francês, o Conde Langeron, sucessor de Richelieu. A construção da penúltima foto acima é onde ele observava o movimento do porto enquanto tomava seu café da manhã. A ponte da foto acima é conhecida como “ponte da sogra” e, segundo a lenda, ela foi construída durante o período soviético por ordem de um governador que gostava muito de um prato que sua sogra fazia, porém ela morava na Gogol Street e ele teria que dar uma volta muito grande para chegar à casa dela. Por isso ele decidiu mandar construir essa ponte para chegar mais facilmente à casa de sua sogra e se deliciar com seus quitutes.

_DSF8762

_DSF8764

As duas fotos acima foram feitas na Gogol Street que leva esse nome por conta do escritor Nikolai Gogol que morou nessa rua. A foto acima é de um pedacinho da casa onde ele morou entre 1850 e 1851. Não fotografei a fachada inteira por conta de uns tapumes que estavam na frente. Outro escritor famoso que morou em Odessa foi Alexander Pushkin. Inclusive, ele era um grande amigo de Gogol e foi exilado de Moscou pelo czar em 1823 por conta de suas ideias radicais. Durante o tempo que passou em Odessa, ele terminou de escrever o poema “A Fonte de Bakhchisarai” e escreveu também o primeiro capítulo do romance “Eugênio Oneguim”. Claro que há uma rua na cidade com o nome dele assim como há também uma rua com o nome dele em Kiev.

_DSF8766

_DSF8767

_DSF8768

Na sequência de fotos acima: vários estilos em uma mesma fachada, a casa da família do Tolstoy e a estátua da imperatriz Catarina a Grande, que aprovou a construção da cidade portuária em 1794. Essa estátua foi construída em 1900 e chegou a ser retirada pelos bolcheviques. Segundo a guia, nesse mesmo local já houve uma estátua do Karl Marx que se desintegrou por conta do material da qual ela era feita. Já não me lembro bem dos detalhes dessa história, mas sei que foi antes da Revolução de 1917. Muito tempo depois, um monumento aos marinheiros do Potemkin foi colocado nesse local. Por fim, a estátua dos marinheiros foi retirada e, após ser restaurada, a estátua da imperatriz foi recolocada no mesmo lugar. É muita polêmica envolvida, affe!

_DSF8800

_DSF8771

_DSF8772

_DSF8776

As fotos acima e a que abre o post são da Ópera e Balé de Odessa, a jóia da coroa arquitetônica de Odessa. Ela é considerada uma das melhores construções teatrais do mundo. O projeto é de dois famosos arquitetos austríacos, F. Felner e G. Gelmer. Eles foram responsáveis por muitos teatros na Europa, entre eles a Ópera de Vienna. A Ópera de Odessa ficou pronta em 1887, 3 anos após o início de sua construção. Em 1980, a construção estava bem comprometida e ameaçava cair. A restauração começou em 1990 e demorou MUITO tempo para terminar devido a grandes dificuldades financeiras, já que era necessário muita grana para restaurar tudo. A Ucrânia se tornou independente em 1991, então a restauração aconteceu bem no período de transição e a Ópera só abriu suas portas ao público novamente em 2007.

As estátuas em destaque nas fotos acima representam a tragédia e a comédia, símbolos do teatro. Já tinham me dito que lá dentro é bem lindo, mas não foi possível entrar porque não tínhamos trajes apropriados (não pode entrar de tênis, justamente os calçados que a gente tinha levado…). Pelo menos Odessa fica a umas 5 horas de Kiev e certamente voltaremos a visitá-la.

_DSF8783

_DSF8793

_DSF8796

O passeio guiado terminou na Ópera, mas ainda passeamos pelos arredores por conta própria. A foto abaixo foi feita no jardim chamado Palais Royal que fica perto da Ópera. Porém, ele tem um acesso “secreto” que a guia nos mostrou onde fica durante o passeio. É preciso entrar num arco entre uns prédios para chegar a esse cenário super romântico. Os fundos de alguns restaurantes ficam virados para esse jardim e a guia nos contou que o escritor Anton Tchekhov quase faliu por conta de uma namorada que adorava comer em um dos restaurantes caríssimos que funcionavam ali na época. Ainda bem que os tempos são outros e pudemos jantar sem falir em um restaurante recomendado pela guia, mas não sentamos nas mesas que ficam no jardim porque todas estavam ocupadas.

_DSF8807

_DSF8813

E foi no Café Maman que nos despedimos de Odessa numa noite de domingo. Inclusive, todas as fotos desse post foram feitas no domingo porque no sábado não fizemos nenhuma foto, apenas relaxamos na praia e à noite fomos jantar na Deribasivska Street, uma das principais ruas de Odessa, cheia de restaurantes, bares e muito movimentada. Essa viagem foi bem relax, sem muito planejamento e aconteceu um pouco antes da alta temporada, então a cidade não estava insuportavelmente cheia, nem super quente. Com certeza voltarei lá para conhecer mais sobre a história, visitar os museus e ver a Ópera por dentro.

You Might Also Like

11 Comments

  • Reply Taís September 9, 2016 at 11:53 am

    ESSAS CONSTRUÇÕES ♥♥♥
    E a vontade de ir pra Ucrânia só cresce!!! Já tinha ouvido falar de Odessa, mas não com tantos detalhes e fotos maravilosas assim… certamente preciso ir conhecer quando for aí, quem sabe vamos juntas? ai já vamos todas trajadas pra entrar na Opera hahahaha

    beijos

    • Reply Alessandra Araújo September 9, 2016 at 1:46 pm

      Vem Taís! Odessa foi uma cidade muito importante durante o Império Russo e tem um certo charme francês. Eu contei só um pouco da história, aprendemos mais coisas durante o tour. É uma cidade que vale muito a pena ser visitada. Além da ópera e dos museus ainda tem as catacumbas pra visitar. Ou seja, preciso voltar neh! Beijos.

  • Reply Marii Guedes September 11, 2016 at 2:02 am

    Gente, que amor essa cidade! O Leste Europeu é um mundo à parte, bem pouco falado, né? E só olhando as fotos eu nunca imaginaria que essa cidade tem uma praia! haha

    • Reply Alessandra Araújo September 12, 2016 at 5:47 pm

      Oi Marii, o leste europeu tem vários lugares interessantes. Odessa é uma cidade que bomba no verão por conta da praia, mas o centro histórico também é bem legal.

  • Reply Paula A. September 12, 2016 at 11:40 am

    Como é bonita Odessa! Sempre que vejo o nome da cidade, já lembro imediatamente da banda (Odesza) e começo a cantar mentalmente, hahah. As fotos ficaram lindas (mas café a novidade nisso?), você sempre me deixa com vontade de visitar a Ucrânia. <3

    • Reply Alessandra Araújo September 12, 2016 at 5:50 pm

      Gata, você sabe que quando quiser vir, é só avisar neh? Podemos ir para Odessa, é só planejar direitinho. Beijos!

  • Reply Mara September 12, 2016 at 9:36 pm

    Amo seu blog, meu esposo recebeu uma oferta de trabalho em Kiev, estamos esperando a documentação dai chegar para entramos com o visto de trabalho, mas achar seu blog, foi como encontrar o pote de ouro no fim do arco-iris. Não vejo a hora de chegar ai, eles estão nos esperando ai no dia 20 de Dezembro, mas a ansiedade é muito grande. rsrs Parabéns pelo blog, ele é maravilhoso.

    • Reply Alessandra Araújo October 6, 2016 at 10:40 pm

      Oi Mara, desculpa a demora pra te responder. Estava no Brasil e não tive tempo para o blog. Que legal que seu esposo vem trabalhar aqui! Vocês vão chegar no início do inverno, então venham preparados psicologicamente porque vai demorar pra esquentar. Espero que esteja correndo tudo bem com os preparativos e sejam muito bem vindos!

  • Reply Gabrele October 30, 2016 at 8:47 pm

    Ola, conheci o seu blog tem pouco tempo e amei, tambem estou morando na Ucrania, em Odessa (casei com um ucraniano), mostro um pouco da minha vida aqui em videos, foi muito bom saber um pouco mais de cidade. Gostaria de saber se voce ja fala bem russo? e se sim quanto tempo demorou para ficar fluente? estou aprendendo russo agora e sei que nao e tao facil.
    Um beijo e vou continuar acompanhando o seu blog.

    • Reply Alessandra Araújo October 31, 2016 at 3:51 pm

      Oi Gabriele, seja bem vinda! Assisti alguns vídeos do seu canal, bem legal! Eu não falo russo. Estudo ucraniano, mas estou longe de ser fluente. As duas línguas são bem difíceis mesmo. Um beijo pra você também. 🙂

  • Reply Casal Partiu em Kiev – Um Novo Destino September 1, 2017 at 1:07 pm

    […] de Kiev, Patrícia e Vinícius passaram um período em Odessa, depois Lviv e depois Ivano-Frankivsk e eu fiquei acompanhando tudo pelo Insta Stories. Eu queria […]

  • Leave a Reply