Viagens

Uma semana em Moscou – Metrô

June 19, 2018

Queria ter publicado esse post antes da Copa do Mundo começar, mas a vida anda bem movimentada por aqui e acabou não sobrando tempo para sentar e escrever os posts. Mas vamos lá, ainda dá tempo de ajudar alguém que esteja indo para Moscou. Como comentei no post anterior, é impossível falar da capital russa sem mencionar as icônicas estações de metrô e eu estava bem ansiosa para visitá-las. Fiz várias fotos e achei válido fazer um post inteiro sobre o tema. Não fiz o circuito das estações mais famosas, então as fotos desse post são de estações que eu realmente usei para chegar nos lugares que eu queria visitar.

_DSF7462

_DSF7487

Fiquei hospedada próximo à estação Smolenskaya e levei algum tempo para perceber que o Google Maps sempre me indicava a estação errada porque há duas estações com o mesmo nome, uma na linha 3 (azul escura) e outra na linha 4 (azul clara). Como eu sou de humanas, uso as cores das linhas para me orientar. Em Kiev só tem 3 linhas: vermelha, azul e verde. Em Moscou, usei basicamente as 3 linhas com exatamente as mesmas cores, então ficou bem mais fácil de entender a lógica do metrô e onde eu tinha que fazer as baldeações. Então, a minha primeira recomendação para quem visita a cidade é baixar o mapa do metrô e esquecer as indicações do google maps porque há grandes chances dele te indicar a estação errada.

A minha segunda recomendação é para quem não fez o dever de casa de aprender o alfabeto cirílico: OLHE PARA O CHÃO. A sinalização em inglês está apenas no chão conforme foto abaixo. As placas na parede e os sinais luminosos estão apenas em cirílico. Essa é uma grande diferença em relação ao metrô de Kiev que tem sinalização escrita em alfabeto cirílico e em alfabeto romano logo em seguida.

_DSF7488

_DSF7491

_DSF7489
_DSF7493

A maioria das fotos desse post são da estação Kievskaya e eu pirei porque ela é muito linda! E eu acabei indo pra lá por acaso porque tinha me dado conta dessa confusão do google maps e estava procurando uma estação onde fosse possível fazer baldeação para a linha que eu precisava ir e a Kievskaya era uma delas. Essa é a estação que dá acesso ao terminal de trem Kievskyi, então imagino que ela seja tão bonitona assim pra causar uma boa impressão a quem chega em Moscou de trem.

_DSF7494

_DSF7496

_DSF7497

_DSF7498

_DSF7500

_DSF7507

_DSF7558

Uma das primeiras diferenças que notei em relação à Kiev é que não há cartazes de propaganda nas estações de metrô nem dentro dos vagões. Só vi propagandas do governo. Na foto acima dá pra ver que há marcas nas paredes, então já teve algum cartaz ali. Fiquei intrigada e perguntei para a guia do Free Walking Tour e ela disse que os cartazes foram retirados há alguns anos. Achei que tinha sido por conta da Copa do Mundo, mas aparentemente não foi esse o motivo. Na foto abaixo está escrito “saída para a cidade”, então já decore para saber que direção seguir se quiser sair da estação.

_DSF7560

_DSF7561

Indicação de lugar bom para fazer a sua selfie com os soldados da foto abaixo como fundo. E já tem a hashtag também para colocar no seu instagram. Sim, eles pensaram em tudo, mas tem que olhar pro chão TÁ?

_DSF7562

_DSF7564

_DSF7667

_DSF7668

_DSF7676

Enquanto na Ucrânia o passado soviético é um incômodo, na Rússia é motivo de orgulho. Basta espirrar que brota uma relíquia soviética na sua frente. Na foto abaixo, dá pra ver que o galo já mudou de cor de tanto as pessoas esfregarem ele. Fiz essa foto logo após uma mulher passar a mão nele. Se os russos são supersticiosos como os ucranianos, já imagino que esse galo deva dar sorte, mas não passei a mão não porque não acredito nessas coisas.

_DSF7703

_DSF7704

_DSF7502

As estátuas acima ficam na estação Ploschad Revolutsíi (linha 3, azul escura) que fica perto da Praça Vermelha. Prepare-se para se deparar com muitos turistas nessa estação. Vários deles sem noção que acham que podem fechar a passagem dos outros porque a foto deles é mais importante. Por favor, não seja esse tipo de turista.

_DSF7750

_DSF7753

Pra finalizar, esses dois detalhes no teto que eu adorei. E essa é a minha última dica: olhe para o teto também. As informações em inglês estão no chão, mas as luminárias no teto são um show à parte. Em Moscou tem Uber, tem ônibus, tem táxi, mas o meio de transporte mais legal de todos, sem dúvida é o metrô. Logo no primeiro dia, compramos o cartão com duração de uma semana que vale tanto para o ônibus quanto para o metrô. A atendente não falava inglês, mas duas meninas muito simpáticas que estavam na fila falavam e ajudaram assim que perceberam que eu e meu marido não falávamos russo. Dizem que a primeira impressão é a que fica e essas meninas contribuíram para a boa experiência que vivi em Moscou.

Se você chegou aqui agora e ainda não leu o primeiro post sobre essa viagem, é só clicar aqui para conferir.

You Might Also Like

12 Comments

  • Reply BA MORETTI June 24, 2018 at 3:56 am

    caramba, muito bonitas mesmo essas estações. e a plaquinha de selfie? HAHAHA

    • Reply Alessandra Araújo July 18, 2018 at 3:48 pm

      Neh? Morri com a plaquinha da selfie, tinha que compartilhar aqui hahahahha

  • Reply Gabi June 24, 2018 at 4:56 pm

    Fotos escandalosas, Ale! Amei reconhecer algumas estações, alguns tetos, hehehe.. Sabe que não vi esse inglês no chão em todas as estações não, mas ajudou um pouco. Esse cachorro ai da foto na estação Ploschad Revoetcetc também dizem que dá sorte passar a mão. Eu também não acredito, mas na dúvida sempre passo hahaha…

    • Reply Alessandra Araújo July 18, 2018 at 3:52 pm

      Obrigada! Como você foi antes de mim, pode ser que ainda não tinham colocado as placas em inglês. Provavelmente não tenha em todas as estações, mas pelo menos naquele miolo mais turístico deve ter. Como eu me guiava pelo cirílico, não posso afirmar que tinha em todas. Sobre a estátua do cachorro, eu tinha lido que dava sorte, mas o galo eu descobri lá porque vi o povo passando a mão.

  • Reply Leonardo Lakosnki July 4, 2018 at 4:10 pm

    Eu acho que também deveriam tirar as publicidades das estações de Kyiv. Eu acho ridículo aqueles cartazes nas paredes, isso estraga a beleza estética do lugar, é muita poluição visual. Eu já vi muitos Ucranianos dizerem que não gostam dessas mídias em excesso, e que elas deixam a cidade mais feia, é o que penso também.

    • Reply Alessandra Araújo July 18, 2018 at 3:55 pm

      Oi Leonardo, concordo que mídia em excesso gera muita poluição visual mesmo. Mas a ausência total também é meio estranho. Muitas vezes eu me informo sobre eventos e exposições que estão acontecendo em Kyiv pelos cartazes que vejo no metrô enquanto subo as longas escadas para sair das estações.

  • Reply Flávia Donohoe July 23, 2018 at 12:37 am

    Quando eu fui não tinha nada no chão nem em inglês nem em russo. Só posso dizer que suas fotos estão maravilhosas e me transportaram à cidade.
    Quanta história tem essas estações, acho que nem prestei atenção aos cartazes, você é bem observadora! Eu tive uma boa experiência na cidade, mas quero voltar e passar mais tempo e de preferência com alguém que aprecie viajar e conhecer a cultura local! Beijos

    Eu consegui um folheto com as estações em cirílico e fui na fé, se você usa a indicação do metrô em inglês fica perdidinho! haha

    • Reply Alessandra Araújo August 7, 2018 at 8:13 pm

      Oi Flávia, você deve ter tido uma experiência mais intensa e fico feliz que as fotos tenham te transportado à cidade. 😀 Acho que vale a pena ir com mais tempo. Pra mim foi muito bom poder explorar a cidade com calma.

  • Reply Sandra July 25, 2018 at 12:09 am

    Lindas demais as estações. E quanto ao cachorro não acredito, mas também passei a mão! 😀

    • Reply Alessandra Araújo August 7, 2018 at 8:14 pm

      Oi Sandra, na dúvida, faça como os locais neh! haha É que eu sou rebelde hehe

  • Reply Ana Poli July 26, 2018 at 11:54 am

    Adorei as fotos! Estou com muita vontade de visitar a Rússia no próximo verao, você achou ok se virar por lá sem falar o idioma?

    • Reply Alessandra Araújo August 7, 2018 at 8:17 pm

      Oi Ana, pra mim foi tranquilo porque leio o cirílico e o ucraniano me ajuda um pouquinho a entender algumas coisas em russo. Mas todos os restaurantes que visitei tinham menu em inglês e os funcionários também falavam inglês. E sabendo usar o google maps dá pra se virar muito bem. Hoje em dia com internet nos smartphones dá pra se virar muito bem por lá mesmo sem falar a língua.

    Leave a Reply