Viagens

Uma semana em Moscou – Impressões Gerais

May 26, 2018

Durante a semana passada, eu estava following the Moskva down to Gorky Park. Na verdade, não cheguei a ir ao Gorky Park porque fica longe e eu fiquei sem ânimo. A primeira impressão é justamente essa: Moscou é MUITO GRANDE e tem muita coisa pra fazer. Berlin é conhecida por ter muitos museus, mas Moscou não fica atrás viu! Visitei alguns bem legais, mas aproveitei a primavera para flanar muito pela cidade. Moscou não estava nos meus planos porque eu achava que seria meio tenso chegar lá com meu passaporte cheio de carimbo da Ucrânia, mas apareceu essa viagem a serviço para o digníssimo e ele perguntou se eu queria ir.

Eu teria que andar por lá sozinha durante o dia, já que ele estaria trabalhando. Sempre ouço as pessoas falarem que “a Rússia não é para os fracos”, então fiquei meio apreensiva, pensei bastante, deixei a curiosidade tomar conta de mim e fui. Confesso que fui preparada para o pior, mas com o coração aberto e olha, Moscou me abraçou e foi uma recepção calorosa, iluminada e com a beleza e o perfume das flores da primavera. Se a Rússia não é para os fracos, então acredito que sou forte porque andei sozinha e pleníssima pelas ruas da capital. Espero ter conseguido transmitir essa sensação com as fotos.

_DSF7709

_DSF7726

_DSF7433

Provavelmente, boa parte dessa fama da Rússia é por conta da língua e do alfabeto cirílico. Como estou acostumada com esse alfabeto e entendo um pouco de russo, não tive problemas. Além disso, lá tem muita coisa parecida com Kiev, então me senti em casa. Entendi logo a lógica do metrô e tinha internet no celular, então jogava o endereço no google maps e pegava meu rumo. Porém, assim como em Kiev, o google maps dá umas bugadas em Moscou te mandando entrar em rua que não pode entrar, confundindo as linhas de metrô… Quando percebi essa confusão, parei de consultar a rota por metrô e só conferia no mapa qual era a estação mais próxima de onde eu queria ir e checava no mapa do metrô como chegar lá.

Para quem não sabe o cirílico, pode sim ser meio complicado andar pela cidade. Mesmo com a copa do mundo batendo na porta, ainda achei que tem pouca sinalização em inglês no metrô. Kiev tem muito mais placas em inglês. Então, minha dica para quem vai para a Rússia é: APRENDA O CIRÍLICO. Só precisa aprender algumas letras que são diferentes do alfabeto romano e isso já ajuda muito a ler várias informações pela cidade.

_DSF7472

_DSF7468

Não adianta me xingar que a culpa não é minha! A culpa é desses dois da foto acima e a palavra cirílico deriva do nome do rapaz da direita, São Cirilo. Esse monumento era o ponto de encontro do Free Walking Tour que fizemos durante o nosso segundo dia na cidade. Sempre procuro fazer os passeios guiados nas cidades que visito e esse foi um dos melhores porque a guia era maravilhosa. Ela se chama Elena, nasceu na Sibéria, fala um inglês impecável e foi super simpática, prestativa e disponível para responder todas as perguntas. Além disso, ela é da zoeira e fez altas piadinhas ao longo do passeio. No final do tour, ela entregou um papel com várias informações úteis sobre a cidade (inclusive o alfabeto). Na foto anterior ela estava mostrando onde ficava um dos muros que cercavam a cidade. Moscou é redonda e o primeiro muro cercava a região onde fica a Praça Vermelha. A cidade foi expandindo e outros muros foram construídos acompanhando o crescimento da cidade. A foto abaixo é da vista da ponte localizada no Zaryadye Park.

_DSF7476

_DSF7529

_DSF7521

A própria guia comentou sobre os russos levarem a fama de rudes, mas que na verdade é só a primeira impressão. Com exceção do funcionário da imigração que foi meio grosso, eu dei bastante sorte e fui bem atendida em todos os lugares que visitei. Inclusive, acabei deixando escapar umas palavras em ucraniano e ninguém me tratou mal por conta disso. Meu marido já não teve a mesma sorte e levou um grito de uma garçonete em um restaurante, mas ele estava com um grupo grande e acho que isso faz diferença. Ou seja, é bom ir psicologicamente preparado para emoções.

Tentei visitar o Kremlin antes do dia que a guia falou que o preço do ingresso aumentaria (por conta da copa), mas na hora que vi dezenas de grupos de asiáticos e escolas chegando, desisti de entrar e preferi ficar só nos jardins mesmo, sentindo o cheiro das flores e aproveitando o dia quente. Enquanto observava as pessoas, fiquei imaginando o inferno que vai virar aquilo durante a copa… A foto abaixo é de uma praça próxima ao Kremlin e quando vi essas cúpulas com as fontes iguaizinhas às da Maidan Nezalezhnosti, pensei: “só falta ter um shopping embaixo” e advinha? Tem um shopping embaixo! hahaha Então, resolvi seguir minha caminhada cortando caminho por dentro do shopping para me refrescar no ar condicionado.

_DSF7532

_DSF7535

_DSF7539

_DSF7537

Graças ao post da Gabi, fiquei sabendo que tem esse mural do Kobra em homenagem à bailarina Maya Plisetskaya na rua Bolshaya Dmitrovka 16, próximo ao Teatro Bolshoi. E logo em frente ao teatro, tem a estátua gigantesca do Marx mandando sua mensagem: “proletários de todos os países, uni-vos”.

_DSF7582

_DSF7584

A cidade estava cheia de tulipas em várias praças, mas nem tudo são flores. Me deparei com alguns indivíduos embriagados ocupando os bancos das praças. Logico que não fotografei, mas encontrei essa Barbie abandonada em uma janela durante minhas andanças e acho que ela representa bem essa situação. A única inconveniência é que eu tinha que procurar outro lugar para sentar, mas em nenhum momento senti que minha segurança estava ameaçada. Foi muito, MUITO tranquilo andar sozinha por Moscou.

_DSF7590

_DSF7598

_DSF7603

Quem gosta de literatura russa tem muito o que fazer em Moscou porque o que não falta é museu sobre os escritores. Caminhando pela Gogolevsky Boulevard, encontrei essa estátua do Nikolai Gogol e comprei uns souvenirs de um senhorzinho de barba branca que estava vestido de vermelho dos pés  à cabeça e me lembrou um papai noel. Comprei duas sopilkas em forma de passarinho para fazer companhia à que eu já tenho, comprada na Ucrânia. É o souvenir que eu acho mais fofo e custou apenas 100 rublos cada. Queria ter feito um retrato do papai noel, mas fiquei com vergonha de pedir pra ele. Imagino que ele esteja sempre lá na Gogolevsky vendendo seus passarinhos e eu sempre vou lembrar dele quando olhar para as sopilkas enfeitando a minha estante. <3

_DSF7604

_DSF7610

A foto acima é da rua Arbat e eu fiquei hospedada ali pertinho, numa rua paralela a ela. Nessa rua tem vários restaurantes e lojas de souvenirs e é um ótimo lugar para observar pessoas. A foto anterior é de um muro cheio de mensagens ao cantor Viktor Tsoi, líder da banda de rock soviética Kino (essa música do link faz parte da trilha sonora do filme “Batalha de Sevastopol”, só que é uma versão da cantora Polina Gagarina). Ele perdeu a vida em um acidente de carro em 1986. Eu estava passando pela rua Arbat e vi um pessoal tirando foto desse muro numa rua perpendicular e fui lá ver o que era. Não sabia quem era, mas tirei foto mesmo assim para pesquisar quando eu voltasse pra casa. O entregador de comida vestindo o uniforme amarelo da Yandex na bicicleta do banco VTB contribuiu para a imagem ficar com ainda mais cara de Moscou.

_DSF7621

_DSF7748

_DSF7467

Para finalizar esse post, o registro de um dia que encontrei o marido no fim do dia para uma caminhada em volta do Patriarch Ponds e depois fomos jantar ali nas redondezas (aliás, uma região ótima e cheia de restaurantes legais). E claro que esse post não estaria completo sem fotos do metrô neh? Então, coloquei logo duas para ficar ainda mais completo. Os dois músicos estavam se apresentando em umas das estações e o tamanho da “guitarra” me chamou bastante atenção.

Ainda estou editando as fotos dessa viagem e pretendo fazer mais posts. Se você tiver alguma pergunta sobre Moscou, deixe um comentário que se eu souber responder, incluo a informação nos próximos posts.

 

 

You Might Also Like

24 Comments

  • Reply Gabi May 27, 2018 at 12:32 pm

    <3 Que fotos LINDAS!!!! Moscou parece outra cidade no sol (assim como qualquer cidade europeia rs)… Eu já sabia que tínhamos passado pouco tempo por lá, mas agora fiquei com a impressão de que não vimos nada hahaha. Quero volta!

    • Reply Alessandra Araújo May 27, 2018 at 3:09 pm

      Obrigada! ❤️ Com certeza, aqui tb quando esquenta a cidade se transforma. Volta sim e passe mais tempo para saborear a cidade sem pressão. Recomendo fortemente a primavera, a cidade fica ainda mais bonita.

  • Reply Bárbara May 27, 2018 at 8:00 pm

    Alê, adoro seus posts porque são sempre tão completos – fora as fotos, lindas! Amo a cor das suas fotos!
    Eu tenho muita curiosidade de conhecer a Rússia, e acho até que pela má fama também… rs. De ver se os russos são grossos mesmo, esse tipo de coisa que a gente escuta. Mas o R. não tem tanta curiosidade assim e eu já não encararia Moscow sozinha, como você fez. Claro, você tava lá com seu marido, mas passeou pela cidade sozinha, e acho que eu ficaria meio cabreira de fazer o mesmo. Agora, ótima a dica de aprender o cirílico, vou manter isso em mente pra quando um dia for pra lá!

    • Reply Alessandra Araújo May 29, 2018 at 12:20 pm

      Bárbara, tenho tanta coisa para falar ainda que um post só não é suficiente. Cara, se você andava em SP, tira Moscou de letra. Sério, é bem tranquilo andar por lá, tem bastante mapa pela cidade, especialmente na área mais central. Vou escrever melhor sobre isso em outro post e espero que te inspire a ir, mesmo que o boy não queira te acompanhar.

  • Reply Sandra May 27, 2018 at 11:13 pm

    Viajei novamente até Moscovo com este post pois como sabes também estive em muitos desses sítios!! Irei voltar em Outubro, estou muito ansiosa, esta cidade ficou no meu coração. Espero ver em breve mais fotos e ler mais sobre a tua experiência em Moscovo!! Beijinhos *

    • Reply Alessandra Araújo May 29, 2018 at 12:23 pm

      Oi Sandra! Sim, inclusive seu post sobre Moscou me inspirou demais e peguei umas boas dicas no seu blog para montar meu roteiro. Que legal que você vai voltar! É sinal que gostou mesmo. Vai pegar um friozinho e vai ser uma outra experiência. Beijos!

  • Reply Izzy May 28, 2018 at 9:01 pm

    Mais um post impecável (e que saudade que eu tava daqui!). ❤️
    Eu tenho aquela ânsia/curiosidade de conhecer Moscou e adorei saber mais um pouco sobre esse lugar através dos seus olhos. Eu fico tão impressionada com essa Catedral de São Basílio, parece uma maquete! E eu só compreendi o “estátua gigantesca do Marx” depois que eu notei as pessoas sentadas no banco ao lado. Mas que tamanho de estátua! E o monumento dos conquistadores do espaço (não sei se o nome correto é esse, me corrija se eu estiver errada)? Essas obras grandiosas me deixam bem impactada, mas como eles construíram isso? Gente do céu. O.o
    Dúvidas: a guitarra do moço do metrô era a tal da balalaica?
    Elogios: fotos lindas, olhar lindo, palavras lindas! <3

    • Reply Alessandra Araújo May 29, 2018 at 12:34 pm

      Oieee, também estava com saudade dos seus comentários por aqui! <3 A Catedral é linda mesmo, pra mim parece a casa em forma de doce da história "João & Maria". Marxzão! hahahha Até as árvores são menores que a estátua/monumento. Tudo é muito enorme em Moscou. O foguete eu nem sei se tem um nome específico fica no Museu da Cosmonáutica, vou escrever melhor sobre ele depois, é um lugar que você tem que ir se visitar a cidade. Também fico me perguntando como eles construíram haha. Pois não é que a tal guitarra é a balalaika e eu nem tinha me tocado? Affe, muito lesada... Obrigada por perguntar pq antes disso eu nem tive a ideia de procurar pelas imagens da balalaica. Tá vendo, por isso é bom quando você comenta. Beijos!

  • Reply Mauricio May 28, 2018 at 10:37 pm

    Deu para ter uma idéia do que esperar da Rússia na época da copa do mundo. Apesar de ter gostado, vou assistir aos jogos em casa.

    • Reply Alessandra Araújo May 29, 2018 at 12:36 pm

      Maurício, concordo que a época da copa não deve ser a melhor para visitar a cidade, mas espero que as pessoas consigam se divertir mesmo assim.

  • Reply Taís May 29, 2018 at 12:23 am

    Delícia de post, Ale.. E só pra me deixar mais doidinha ainda de ir conhecer a Rússia. Eu acho que eu encararia ir sozinha, o problema é o idioma mesmo. Já ouvi muita gente falar que são poucas as pessoas que falam inglês.. então eu acho que é essencial mesmo aprender pelo menos coisas básicas e o alfabeto também, acho que já seria uma baita mão na roda.

    Ansiosa por mais posts e se você puder falar também como foi em relação a comidas vegetarianas, seria bem legal.
    Beijos :*

    • Reply Alessandra Araújo May 29, 2018 at 12:39 pm

      Tenho certeza que você tira de letra! Pelo menos o inglês básico eles falam sim, dá pra se virar. Vou falar melhor sobre isso em outros posts. Vou falar sim sobre as comidas vegetarianas, inclusive um dos highlights da viagem foi justamente em um restaurante vegetariano, aguarde. Beijos!

  • Reply BA MORETTI May 30, 2018 at 7:05 pm

    eu AMO conhecer curiosidades, detalhes, qualquer coisa, de outros países por meio de posts pessoais 🙂 o formato guia não me atrai muito não mas esse teu jeitinho de escrever é maravilhoso. terminei e fiquei tipo POXA QUERO SABER MAIS HAHAHAHA ♥

    • Reply Alessandra Araújo June 1, 2018 at 8:11 pm

      Oi Ba! O formato guia também não me atrai muito não e fico feliz que você curta o jeito que eu escrevo 😀 Minha intenção é mais relatar a experiência e a de cada um vai ser diferente neh, tem que viver para saber. Talvez porque eu sou da velha guarda e ainda escrevo blog como diário hahaha

  • Reply Carol Souza Lima May 31, 2018 at 6:25 pm

    Oí, Alessandra!
    Tudo bem?
    Vi que você morou em Kiev.
    Estamos pensando en ir até la. Somos um casal de 35 anos e um bebe de 1 ano e pouco.
    Acha perigoso? Sabe como anda a situação agora? Inverno é mto rigoroso, certo?
    Mas o custo de vida e bom, correto?
    Enfim, qq informação ajuda mto!
    Bjs
    Carol
    @carolnomundo

    • Reply Alessandra Araújo June 1, 2018 at 8:08 pm

      Oi, Carol! Tudo bem 🙂 Eu ainda moro em Kiev. Não acho Kiev perigosa, é uma cidade como qualquer outra da Europa em termos de segurança. O inverno é rigoroso, mas começa em novembro, agora está bem quente. Sim, o custo de vida é bom. A grande barreira aqui é a língua. Se você clicar na categoria Kiev no topo da página, vai encontrar mais informações sobre a cidade. Espero ter ajudado. Beijos.

  • Reply Katarina June 5, 2018 at 2:21 pm

    Que massa teu relato, Ale! E fotos lindas como sempre. Também acho que uma das maiores barreiras é a língua, a possibilidade de não conseguir se comunicar dá medo em muita gente. Conhecer o alfabeto é a dica mais legal mesmo, me ajudou muito aprender primeiro o que tinha de diferente do nosso no polaco. Eu já tinha muita vontade de conhecer a Rússia, que aumentou com os vlogs recentes de Dani Noce e agora ainda mais com teu post! 😀

    • Reply Alessandra Araújo June 18, 2018 at 11:05 am

      Oi Kat! Sei que as pessoas ficam inseguras quando não entendem a língua, mas depois de um tempo morando fora, acho que a gente desenvolve muito mais o body language e consegue se comunicar mesmo sem falar a língua hahaha Pois é, testado e comprovado neh? O alfabeto nem é tão difícil assim, dá pra aprender até no avião no caminho pra Rússia. E já faz uma grande diferença conseguir ler as informações. Eu nem sabia que a Dani Noce estava postando vlogs sobre a Rússia, fui lá conferir e ela fez umas coisas muito parecidas com as que eu fiz!

  • Reply Leonardo Lakonski June 8, 2018 at 4:04 pm

    Moscou é INCRÍVEL!!! Eu achei a maior parte de suas fotos maravilhosas. Essa rua “Arbat” possui construções de arquitetura bem parecidas com a Andrivsky Uzviz. Além disso essa cidade é MUITO semelhante a Kyiv.

    • Reply Alessandra Araújo June 18, 2018 at 11:07 am

      Leonardo, tive a mesma sensação. Muitas semelhanças com Kyiv, só que tudo BEM maior. Me senti muito à vontade lá por conta disso.

  • Reply Jane June 12, 2018 at 2:13 pm

    Maravilhoso post! Louca pra ir conhecer Moscou!
    Aproveitando : Feliz aniversário amanhã!
    🌷🌷🌷🌷🌷🌷

    • Reply Alessandra Araújo June 18, 2018 at 11:08 am

      Recomendo, é uma experiência muito interessante. Obrigada por desejar feliz aniversário! 😀

  • Reply Uma semana em Moscou – Metrô – Um Novo Destino June 19, 2018 at 7:47 pm

    […] você chegou aqui agora e ainda não leu o primeiro post sobre essa viagem, é só clicar aqui para […]

  • Reply Uma semana em Moscou – Museus – Um Novo Destino October 5, 2018 at 7:28 pm

    […] nesse post que Moscou não deixa nada a desejar quando se trata de museus e eu fiz questão de dar uma […]

  • Leave a Reply