Cotidiano

Como lidar com um animal doente sem falar a língua local?

November 10, 2014

Eis o dilema pelo qual passamos na última semana… Na terça-feira, 04/11 completei um mês aqui em Kiev e acordei com o quarto todo vomitado. Amélie tinha passado muito mal durante a madrugada. Eu já tinha notado que ela estava perdendo peso, mas como estava comendo normalmente, achei que era por conta do processo de adaptação. Fiquei dando ração molhada, mas ela continuava vomitando até que, na quinta-feira, ela parou de comer. Aí bateu o desespero. Precisávamos de um(a) veterinário(a) que atendesse em casa e que falasse inglês, já que não falamos russo, muito menos ucraniano.

No trabalho, meu marido conseguiu a indicação de uma veterinária que falava inglês e uma colega de trabalho dele, que fala ucraniano, explicou todos os sintomas para a veterinária. Aí, na noite de quinta-feira, ela chegou preparada com várias seringas com remédios, soro e vitaminas.

O diagnóstico foi gastrite causada pelo stress. A Amélie é mais sensível que a Lola e todo o processo de mudança a deixou muito abalada. Na sexta-feira à noite, a veterinária voltou para aplicar mais injeções e nos ensinou como aplicá-las, já que a Amélie precisaria tomar mais uma dose no sábado.

Para quem não sabe, gatos não podem ficar mais de um dia sem se alimentar senão eles entram num processo de lipidose hepática. Por isso me desesperei quando ela parou de comer. A Amélie sempre gostou muito da ração molhada e para ela chegar a negar comida, é porque a situação está bem séria. Ela ainda está em processo de recuperação. O apetite não voltou por completo, ela ainda está comendo bem menos do que costumava comer. Talvez ainda sinta algum desconforto no estômago. Mas nunca mais vomitou e isso é um ótimo sinal. Estamos dando uma vitamina, semi di lino para ela não vomitar e, os remédios que estavam sendo aplicados por injeção, agora teremos que dar em comprimidos.

Por sorte, conseguimos encontrar essa veterinária que além de atender em casa, fala inglês muito bem. Ela tratou a Amélie com muito carinho e atenção e eu e meu marido somos muito gratos pelo serviço que ela nos prestou. Além disso, foi super simpática ao nos convidar para assistir o GP de Fórmula 1 em um bar (contarei tudo no próximo post).

Novamente, tanto o serviço quanto os remédios saíram por um preço muito menor do que o que seria cobrado no Brasil. E mesmo que fosse caro, não deixaríamos de pagar, já que ter nossa gatinha saudável vale mais do que qualquer dinheiro. Espero que ela recupere o apetite e retorne logo ao peso normal.

You Might Also Like

11 Comments

  • Reply Lidia November 11, 2014 at 1:40 am

    Ô, gente! Tadinha da Amélie! Gatos são realmente animais sensíveis e essas grandes viagens podem estressá-los muito além da conta. Ainda bem que vocês conseguiram encontrar uma veterinária que, além de falar inglês, ainda foi competente! 😉

    Agora é torcer para que ela melhore logo, não deixe de nos informar do estado dela! (Eu também tenho uma gatinha e simplesmente adoro gatos!)

    Beijos!

  • Reply Alessandra Araújo November 11, 2014 at 3:39 pm

    Sim, Lídia foi muita sorte encontrar essa veterinária. Fiquei muito feliz quando meu marido disse que ela viria em casa naquele mesmo dia. Como gateira, você deve entender bem e a minha aflição. Pode deixar que informo o estado dela sim. E espero que ela volte a ser gordinha e saudável. Beijos!

  • Reply Paula A. November 13, 2014 at 2:28 pm

    Tadica da Amelie 🙁
    Que bom que vocês encontraram uma vet boa e que fale bem inglês, dá um desespero nessas horas, né? Uma das primeiras coisas que fiz quando chegamos aqui foi procurar um veterinário assim também, pra continuar o tratamento da Lexie. Estou mandando energias positivas pra Amelie se recuperar logo <3

    • Reply Alessandra Araújo November 13, 2014 at 6:29 pm

      Obrigada Paula, está funcionando! Ontem ela comeu bastante, ou seja, o apetite está voltando. Hoje compramos mais ração molhada especial para problemas no sistema digestivo porque ela precisa ficar nessa dieta por 2 semanas.

      • Reply Paula A. November 17, 2014 at 12:46 am

        Fico tão feliz em saber que ela está se recuperando. Manda mais notícias depois? <3

  • Reply Jac November 20, 2014 at 2:48 pm

    Nossa, Alê! Não tinha lido esse post ainda. Meu coração até apertou. Eu fico pensando no mal estar que passo com gastrite, imagina um bichinho que não consegue se comunicar com palavras? OIN. Mas que bom que ela está melhorando. Também aguardo notícias sobre a recuperação dela. Feliz que vcs já tem uma veterinária.

    Cuidem-se! Beijão

    • Reply Alessandra Araújo November 22, 2014 at 11:09 am

      Sim, Jackie o coração fica apertado mesmo. É como um bebê que não sabe dizer o que está sentindo. Ela nunca mais vomitou, mas acho que está comendo pouco e bebendo pouca água. Até compramos uma fonte pra ver se ela se anima a beber mais água. Amanhã vamos encontrar a vet e perguntar pra ela o que a gente faz. bjos.

  • Reply Carol Grilo November 21, 2014 at 1:19 am

    Não sei se é coisa de gato preto & branco, mas a Beterraba é super sensível também. Eu digo que
    é sentimental até! ahahah Já a Calabresa se adapta a tudo e nunca fica doente. Que bom que ela melhorou! <3

    • Reply Alessandra Araújo November 22, 2014 at 11:14 am

      Acho que tem a ver com a pelagem sim, Carol. A Manu, que esteve aqui comigo, tem uma gata preta e branca como a Amélie e uma laranja como a Lola e os comportamentos super combinavam! A Lola se adapta super rápido, come de tudo. Já a Amélie é toda manhosa. Acho que ela ficou tb meio magoada pq eu ficava dando atenção pra Manu e ela ficou isolada no quarto. Enfim, ela tah melhorando, mas ainda estou meio preocupada.

  • Reply Notícias da Amélie – Um Novo Destino January 14, 2015 at 7:38 pm

    […] Contei nesse post que a Amélie sofreu com a mudança e acabou desenvolvendo uma gastrite por stress. Ela emagreceu muito, ficou com 2,3kg. Em Brasília ela pesava 4,3kg, ou seja, perdeu praticamente metade do peso que ela costumava ter. Imagine você perdendo metade do seu peso. Imaginou? Pois é, é muita coisa. Os ossinhos da coluna e da bacia dela ficaram bem aparentes. Agora ela está pesando 3,5kg. Estamos alimentando com a ração seca para filhotes que é bem mais calórica e todas as noites damos ração molhada e aos poucos ela está recuperando o peso. […]

  • Leave a Reply