Browsing Tag

Euromaidan

Cotidiano, Cultura, Kiev

Passeio guiado pela Mezhyhirya (Museu da Corrupção)

November 28, 2018

Enquanto o Brasil pegava fogo por conta das eleições, resolvemos fazer um passeio guiado em português pelo Parque Nacional Mezhyhirya (a pronúncia é “mejirríria”). Esse é um local que eu queria visitar há muito tempo, mas sempre adiava. O parque está localizado fora de Kiev, então demanda um certo planejamento para ir pra lá. Além disso, eu não queria visitar só o parque, mas queria conhecer especialmente a residência onde viveu Víktor Yanukóvytch, o ex-presidente da Ucrânia.

Há exatos 5 anos, começaram os protestos da Revolução Euromaidan que duraram até fevereiro de 2014, quando Yanukóvytch acabou fugindo para a Rússia e novas eleições foram convocadas meses depois. Até então, os ucranianos não tinham conhecimento da real residência do ex-presidente, já que a casa que ele mostrou para os jornalistas era bem mais humilde (aquele cheirinho de fake news no ar…). Só depois que ele fugiu para a Rússia é que os participantes dos protestos decidiram ir para a Mezhyhirya e descobriram para onde estava indo o dinheiro da população e você pode conferir e se chocar também com as fotos desse post.

Continue Reading…

Cultura

Ucrânia no Cinema: Encouraçado Potemkin

May 24, 2016

Já escrevi alguns posts sobre a Ucrânia no cinema, mas ainda não tinha falado sobre esse clássico do cinema mundial. Esse filme entrou na minha vida quando eu tinha uns 15 ou 16 anos de idade e não sabia nem apontar a Ucrânia no mapa. Meu pai pegou esse filme na locadora pra mim (e nem era DVD, era VHS mesmo) porque eu estava numa fase meio apaixonada pelos filmes do Charles Chaplin. Clássico, mudo e preto e branco? Check. Agora advinha se eu tive paciência para assistir? Lógico que não. O filme nem é longo nem nada, mas me faltava maturidade mesmo. Afinal, ele está bem longe de ser engraçadinho como os filmes do Chaplin.

Corta para 20 anos depois e eu mais madura, morando na Ucrânia e com viagem marcada para Odessa, cidade onde se passa a história. Momento perfeito para dar uma segunda chance para a película, ainda mais agora que o You Tube está aí para facilitar a vida da gente. E agora sim, tudo fez sentido e eu entendi o grande motivo desse filme ser um clássico do cinema mundial. A famosa sequência da escadaria é realmente FAN-TÁS-TI-CA. Especialmente quando você lembra que esse filme foi lançado em 1925. O diretor Sergei Eisenstein conseguiu transmitir a sensação de desespero de forma fenomenal. E agora todas as cenas clássicas de escada me fazem pensar que é uma referência a esse filme. Sério, se você gosta de cinema, precisa sentar e prestar atenção nele e em todos os símbolos usados para passar a mensagem que o diretor quis passar.

Continue Reading…

Cultura

Botando a Ucrânia no mapa

March 9, 2016

Estava doida para parafrasear Thaynara OG e encontrei a oportunidade perfeita. Se você ainda não sabe quem é ela, pergunte ao pai Google. Bom, esse post não é pra falar da Thaynara, mas sobre a repercussão positiva do documentário “Winter on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom”. O filme perdeu o Oscar para o documentário sobre a Amy Winehouse, o que já era esperado porque a academia adoooora um filme beeem dramático. Não que “Winter on Fire” não seja dramático, mas é um outro tipo de drama, se é que vocês me entendem. Porém, só dele ter sido indicado ao Oscar já é algo relevante como eu comentei nesse post. E eu estou adorando saber que muita gente assistiu e gostou de saber melhor sobre o que foi a Revolução Euromaidan, já que a imprensa brasileira não foi capaz de cumprir bem o papel de informar as pessoas.

Não costumo falar sobre questões políticas aqui no blog porque esse definitivamente não é o foco. Mas percebo que há muita desinformação e confusão em relação à anexação da Criméia pela Rússia, a Euromaidan e o conflito no leste. Apesar dos três assuntos estarem relacionados e terem acontecido meio que simultaneamente, não é tudo a mesma coisa. Isso é reflexo da forma como a imprensa tratou o assunto, ou seja, bem superficialmente e acabou gerando uma confusão enorme na cabeça das pessoas.

Continue Reading…

Cultura

Um novo ano, um novo destino

January 26, 2016

Sei que estou um pouco atrasada, mas ainda dá tempo de desejar feliz ano novo neh? E já que esse é o primeiro post de 2016, já chego com novidades. A primeira novidade é que a Ucrânia recebeu um presente de Natal muito legal: a Netflix agora está disponível aqui! \o/ A notícia saiu no dia 06/01, justamente quando é comemorado o Natal por essas bandas, conforme já comentei nesse post. Bom, todo o conteúdo exclusivo da Netflix está disponível. Claro que o catálogo geral não está no nível do americano, mas tem bastante coisa e com o tempo vai aumentando.

E por falar em Netflix, o documentário “Winter on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom” é um dos cinco filmes indicados ao Oscar desse ano na categoria “Melhor Documentário”. Tem post sobre esse documentário aqui no blog e, se você ainda não assistiu, vale muito a pena assistir pra entender exatamente o que aconteceu durante a revolução Euromaidan. A cerimônia de premiação do Oscar acontecerá no dia 28 de fevereiro e, apesar de eu não ligar a mínima para essa premiação, não dá pra negar que essa indicação direciona os holofotes para o país e sua história recente. Esse artigo conta um pouco sobre os bastidores desse documentário e a opinião de alguns participantes do projeto. Ah, o acordo de livre mercado com a EU (que foi o estopim da Euromaidan) finalmente entrou em vigor agora em janeiro.

Continue Reading…

Cultura, Kiev

Winter on Fire – Ukraine’s Fight For Freedom

October 12, 2015

Ontem assisti esse documentário da Netflix que estreou na última sexta-feira e posso afirmar que é a melhor produção sobre a Euromaidan que eu assisti até agora. Já tinha comentado nesse post sobre o documentário “Maidan” que também está disponível na Netflix, mas ele não chega nem aos pés de “Winter on Fire”. Se você tem estômago fraco, já aviso logo que tem muito sangue e não é sangue cinematográfico. Por falar em estômago, eu passei praticamente o filme inteiro com um grande nó no meu porque é muito esquisito ver as atrocidades que foram cometidas num lugar por onde já passei inúmeras vezes. É bem chocante ver as pessoas que estão nas fotos do memorial localizado na Maidan sendo assassinadas na tela da minha TV, cenas que eu acho que não foram transmitidas por nenhuma emissora.

Continue Reading…