Cotidiano

Retrô 2020

January 3, 2021

Passando aqui para tirar a poeira desse blog e deixar registrado as coisas boas que aconteceram no ano que passou. Apesar de todas as bad vibes, teve coisa boa também. Vou aproveitar para postar algumas fotos analógicas que não apareceram nos outros posts que fiz ao longo de 2020. Inclusive, meu projeto analógico é uma das coisas boas que aconteceram no meu ano e falei melhor sobre isso no último post.

Fotografei o inverno em janeiro com um filme Kodak Tri-X 400 e terminei o rolo durante a pequena road trip que fizemos no fim do mês para escapar um pouco do inverno holandês. A foto que abre o post foi feita em Portugal e é uma das minhas favoritas. Fui altamente influenciada pela série “DARK” e mal sabia que o ano teria essa vibe apocalíptica a partir de março.

Já contei nesse post sobre a minha obsessão por essa série e fiquei bem louca levando a palavra da Sic Mundus para as pessoas enlouquecerem junto comigo hahaha. Em junho, a terceira e última temporada da série estreou e, antes disso, assisti 3 vezes a primeira e a segunda temporada. Descobri um monte de canal legal no YouTube por causa dela e, em Lisboa, fiz a foto abaixo que também foi inspirada pela série da Netflix. Mal sabia eu que a terceira temporada apresentaria a mesma referência da tattoo do meu marido, o que fez essa foto ter uma conexão ainda maior com a série.

Fuji Superia 400

A trilha sonora embalou vários dos meus dias e ouvi também um podcast com o diretor de fotografia Nik Summerer (contei aqui). A obsessão foi real, minha gente! Comecei a ler Nietzsche por causa dela também. Era uma vontade antiga, mas acabei decidindo ler Schopenhauer primeiro, já que ele influenciou o Nietzsche. Acabei postergando essa leitura por anos, até que “DARK” foi o sinal que eu precisava para começar de fato. Foi uma leitura beeeem lenta e só consegui terminar em outubro. “Crepúsculo dos ídolos” foi uma ótima companhia ao longo de 2020 e me arrancou umas boas risadas.

Terminei de assistir a terceira temporada de “DARK” e viajei logo em seguida pra Alemanha para fazer um ensaio de família. As coisas pareciam sob controle e pudemos curtir alguma liberdade durante o verão, mas claro que a segunda onda viria neh? Enfim, segui com meu projeto analógico, segui estudando russo e escutando muita música. Antes do primeiro lockdown começar, ainda conseguimos ir a dois shows em fevereiro: La Roux e Sleater-Kinney. Saudade de curtir um showzinho…

Ainda no tema música, 2020 foi o ano que eu entrei na toca do coelho do indie pop em russo porque agora eu já entendo um bocado de coisas. Pra mim, esse é o melhor jeito de estudar uma língua e o respectivo que lute para aguentar o meu karaoke. Tive um grande salto de aprendizagem no início do segundo semestre e dá uma sensação muito boa ver o resultado da minha persistência, apesar de eu nem ser uma boa aluna. Mas tenho a sorte de ter uma professora maravilhosa.

Foi bom ficar muito em casa porque finalmente tive tempo para arrumar meu lar e ele passou por várias modificações. Comprei mais plantas e estou conseguindo mantê-las vivas, uma grande vitória. É um grande desafio ter plantas e gatas que gostam de destruí-las convivendo no mesmo espaço. Sem falar na pouca luz do inverno. Eu que lute pra dar conta de administrar tudo.

A última grande mudança da casa foi a academia que montamos no lugar do quarto de hóspedes/escritório. Não teremos hóspedes tão cedo mesmo e a pandemia ainda vai levar muito tempo para acabar. E se tem uma coisa que 2020 nos ensinou, é que temos que cuidar da nossa saúde (física e mental) e o exercício físico entra nesse pacote. Meu projeto fitness voltou com força total em dezembro e consegui fechar o ano sem ser infectada pelo famigerado vírus! \o/

Outra grande conquista de 2020 foi o meu site. Mais um projeto que saiu do papel e eu passei o ano inteiro trabalhando nele juntamente com minha amiga designer. Ela fez a identidade visual e eu criei todo o conteúdo. Paula colaborou modelando, fazendo um belíssimo retrato meu e revisando os textos. Tem um outro retrato meu feito pela querida Ana (@ana_schuller) também. Duas fotógrafas maravilhosas que conheci por causa desse amado blog. Esse ano também tive a oportunidade de desvirtualizar a Ana Poli em setembro e pudemos curtir juntas um pouquinho da liberdade durante o verão. Por fim, o blog ganhou um header novo, também feito pela minha amiga designer.

Enfim, entre perdas e ganhos, sobrevivemos a 2020. Agradeço a vocês por continuarem me acompanhando, mesmo que eu seja uma slow blogger. Desejo a todos um feliz 2021 e espero que ele seja mais leve que o ano anterior. Continuarei na segurança e conforto do meu lar, mantendo a distância, lavando as mãos, evitando as notícias ruins (na medida do possível) e aguardando a minha hora de tomar a bendita vacina. Beijos e cuidem-se bem!

You Might Also Like

14 Comments

  • Reply Gabi January 3, 2021 at 7:19 pm

    Cara, você me lembrou que eu queria ver Dark e não vi hahaha… tiveram tantos anos dentro de 2020, que parece que a febre da internet com a série foi há uns 5 anos atrás! Vou assistir aqui. Que bom que você tem muitas memórias boas de 2020, é o que nos mantém firmes. E suas fotos, sempre lindas.. que você continue aprendendo: fotografia, russo, livros, e tudo que faz a gente expandir. Que 2021 seja um ano feliz procê. Beijo!

    • Reply Alessandra January 4, 2021 at 10:02 am

      Vai assistir agora! Parece que foi há muito tempo, mas faz só uns 7 meses que a terceira temporada estreou hahahaha Se isso não é viagem no tempo, eu não sei o que é. Adoro as revisões mensais que você faz, mas nunca consigo me organizar pra fazer aqui, então fiz só a anual mesmo. Obrigada pelo apoio de sempre <3 Seguirei expandindo os horizontes. Um feliz 2021 para nós. Beijão!

  • Reply maísa January 4, 2021 at 7:45 pm

    oi, alessandra. acompanho seu blog faz um tempinho, mas só vim comentar agora, porque suas fotos desse post ficaram lindas, especialmente as inspiradas em dark, e precisava te dizer. espero que em 2021 você continue a fotografar ainda mais.
    ah, por acaso você teria alguma playlist de música russa que poderia compartilhar? meu marido também estuda a língua e tem músicas bem legais que gosto de escutar.
    um abraço 🙂

    • Reply Alessandra January 6, 2021 at 10:02 am

      Oi, Maísa! Obrigada pelo elogio, fiquei muito feliz que você comentou 🙂 Vocês podem seguir a minha playlist: https://open.spotify.com/playlist/0eXbOgU5VuwerxnrE3mdNb?si=6GeK0HvPRauWO5OcD4ZjLw
      Tem muitas músicas das artistas Luna, Dakooka, Moya Michel e Miréle porque são as minhas preferidas, mas tem outros artistas tb. Estou até pensando em fazer um post sobre cada uma delas. Me conta depois se gostaram de alguma. Tem sido ótimo treinar russo com essas músicas.
      Abraços!

  • Reply BA MORETTI January 9, 2021 at 2:17 am

    tão bom poder riscar tarefas, principalmente durante um ano que parece ter sugado toda nossa energia. estar em casa tem algumas vantagens né? apesar de que estar em casa já parece ser de outra vida em que a gente ficava porque queria e não porque precisava. nos resta ponderar as coisas boas antes de jogar 2020 debaixo do tapete. e que 2021 seja leve né? que resgate nossas esperanças, aonde quer quer elas foram parar. feliz 2021 alê, ♥

    [das coisas que não mudam, impossível sair sem dizer: caramba, como eu gosto das tuas fotos!]

    • Reply Alessandra January 13, 2021 at 12:12 pm

      Ficar em casa agora é a regra e sair de casa é um grande evento hahahha Feliz 2021 pra você também, Ba! Obrigada por sempre comentar das fotos, me sinto abraçada. <3

  • Reply Bela January 9, 2021 at 6:44 pm

    E quais serão os projetos de 2021? Espero que muitos caminhos inesperados para sairmos da zona de conforto xD
    Cada vez que olho seu blog, lembro da minha pocket camera da Kodak que comprei em um brecho… Que espera ansiosamente que eu compre um filme pra brincar com ela xD

    • Reply Alessandra January 13, 2021 at 12:15 pm

      O projeto analógico continua e o projeto fitness já começou. Por enquanto, são esses que estão em andamento. Não tenho nenhum outro planejado, então só o futuro dirá. Coloca logo um filme nessa câmera, menina! Brincar de analógica é muito divertido. 🙂

  • Reply Karine January 13, 2021 at 5:50 pm

    amo esse mood misterioso das suas fotos ♥ HAHA acredita que até agora não assisti dark? mas esse seu post me deixou com vontade (de novo) de acabar logo com essa pendência na minha vida. se 2020 foi difícil, ao menos rendeu bons registros por aí. que 2021 venha logo com vacina, não aguento mais ficar presa em casa ou só saindo pra trabalhar HAHA

    • Reply Alessandra January 14, 2021 at 5:04 pm

      amo um mistério hehe
      assiste “Dark” e delicie-se com a fotografia e com todo o resto obviamente. esse projeto analógico foi o que me salvou ao longo desse ano difícil. Olha, pelo jeito 2021 ainda vai ser bem devagar viu…

  • Reply Camila Faria February 12, 2021 at 1:50 am

    Nossa, nem acredito que sobrevivemos e que 2020 finalmente chegou ao fim. Não que 2021 esteja sendo muuuuito diferente, né? Mas pelo menos temos a esperança da vacina em breve ~ que é um ótimo motivo para seguir em frente, com esperança.

    Alê, seu site tá lindo, lindo, lindo. Sério, quanto capricho! <3

    • Reply Alê February 14, 2021 at 11:15 am

      Exatamente, Camila. 2021 está bem parecido com 2020. Muito obrigada pelo feedback sobre o site! Fiquei muito feliz porque você tem muito bom gosto, então seu elogio significa muito. <3

  • Reply Natália Oliveira February 15, 2021 at 4:57 am

    Amei todas as fotos, mas confesso que gostei mais das primeiras. Eu amo quando o efeito preto e branco deixa a imagem mais sombria, como se tivesse um segredo escondido ali ou como se alguma coisa muito importante fosse acontecer logo no instante seguido. Sempre tive curiosidade em ler Nietzsche, mas também me enveredei pelo Schopenhauer primeiro. Bem, mais ou menos… eu coloquei um livro dele no kindle, mas ainda não comecei a leitura :/

    • Reply Alê February 15, 2021 at 11:29 am

      Oi, Natália! Adorei a tua interpretação sobre a atmosfera mais sombria do preto e branco. Leia Schopenhauer e quem sabe você anime para ler o Nietzsche tb. Inclusive, tem citação do Schopenhauer na terceira temporada de “DARK” hehe. Afinal, eles estão conectados (e eu sempre vou dar um jeito de enfiar “DARK” em tudo hahahha).

    Leave a Reply