Cotidiano

Inspiração: a fotografia de “Dark”

May 25, 2020

Já falei sobre a minha obsessão com a série alemã “Dark” aqui no blog e, além de já ter assistido a série duas vezes, tenho levado a palavra de “Dark” para outras pessoas sempre que tenho oportunidade hahaha. Neste post, quero focar na fotografia, que é apenas um dos milhões de motivos para assistir essa série que foi eleita a melhor entre as séries originais da Netflix pelos usuários do Rotten Tomatoes.

O diretor de fotografia da série se chama Nikolaus Summerer e eu fui pesquisar sobre este moço porque sou dessas que fica obsessiva com assuntos que me interessam. Pela sua conta do instagram, descobri que ele participou de um podcast chamado Artist Decoded e claro que fiz questão de ouvir. Uma coisa que eu já desconfiava e que ele confirma nesse podcast, é que Prypiat serviu de referência para o futuro pós-apocalipse de “Dark”.

Foto que fiz com cel em Prypiat (2015)

O trabalho do fotógrafo Gregory Crewdson é outra referência forte para a cinematografia da série e o Nik Summerer cita especificamente o livro “Beneath the Roses”, que aborda justamente aquilo que está nas profundezas. Nas palavras de Summerer, “há a beleza por cima, mas por baixo está tudo meio podre”. A foto abaixo faz parte da série “Cathedral of the Pines” e eu achei que ela tem tudo a ver com a estética da série.

“Pickup Truck” by Gregory Crewdson. Fonte.
Disco da banda Yo La Tengo. Foto por Gregory Crewdson. Fonte.

As fotos do Gregory Crewdson têm sempre essa atmosfera misteriosa e melancólica que faz você se perguntar “o que está acontecendo?”, “o que esta pessoa está sentindo e pensando?”, mesma atmosfera que “Dark” cria com suas imagens. Escolhi a foto acima porque eu amo música e o Gregory Crewdson também tem uma relação forte com música, pois já foi músico e uma de suas fotos foi capa de um disco da banda Yo La Tengo.

Baran Bo Odar e Nik Summerer em ação. Fonte.

No podcast, o diretor de fotografia fala sobre o trabalho com o diretor Baran Bo Odar. Eles já haviam trabalhado juntos antes e ele conta que procura entender o que o diretor quer contar e o que ele não quer fazer, pois entender o diretor faz toda a diferença. Ele diz que se ambos não estiverem bem alinhados, melhor não trabalharem juntos. Além disso, ele se define como um diretor de fotografia psicológico. Não é à toa que a série é tão envolvente, não só pelo roteiro, mas pelo cuidado com todos os outros elementos audiovisuais.

O instagram do diretor Baran Bo Odar é um deleite para quem gosta de fotografia, especialmente fotografia analógica. Ao longo das filmagens da terceira temporada, ele ia postando fotos dos bastidores feitas em filme. Além de amar as fotos, eu ficava curiosíssima e ansiosa pra saber o que acontecerá na terceira e última temporada. Claro que vou assistir todos os episódios da primeira e da segunda temporada novamente porque essa série tem tanto detalhe que cada vez que você assiste, descobre uma informação nova.

Alguém mais obsecado por essa série? Estava pensando em escrever esse post há algum tempo e agora que a terceira temporada está a caminho, achei que era uma boa oportunidade para parar de procrastinar e compartilhar todas as minhas pesquisas com vocês. Caso você ainda não tenha assistido ou só tenha assistido uma vez, assista prestando atenção na fotografia que eu garanto que você não vai se arrepender.

You Might Also Like

16 Comments

  • Reply Rafaela Ribeiro May 26, 2020 at 1:05 am

    Confesso que fiquei com vontade de assistir Dark…a fotografia é linda d+ ♥

    • Reply Alessandra May 27, 2020 at 10:11 am

      Assiste aí, Rafaela! Venha ficar doida você também!

  • Reply Bruna Morgan May 26, 2020 at 1:15 pm

    Essa série é incrível, vi até a primeira temporada, e quero rever com meu namorado pra ele gostar também!

    • Reply Alessandra May 27, 2020 at 10:12 am

      É isso aí, Bruna! Leve a palavra de “Dark” para o seu namorado para ele ajudar a desatar os nós da Ariadne com a gente.

  • Reply Camila Faria May 27, 2020 at 12:26 am

    Nossa, esse álbum do Yo La Tengo é maravilhoso, eu amo! Que legal a capa ser dele!
    Eu te JURO que eu quase comecei a assistir Dark nesse último final de semana, mas eu desanimei justamente por ter uma terceira temporada ainda por vir. Eu sempre prefiro assistir séries já finalizadas (odeio esperar séculos pelas temporadas que faltam), então acabei deixando pra assistir mais pra frente. Mas confesso que depois desse post bateu uma vontade imensa de começar já! 🙂

    • Reply Alessandra May 27, 2020 at 10:15 am

      Camila, nós somos muito do mesmo time neh? AMO! Gata, tudo está conectado. Comece já a assistir porque a terceira temporada chega no dia 27/06. Tik-tak, tik-tak, tik-tak. Venha para a Sic Mundus você também!

  • Reply Jú Miyoshi May 28, 2020 at 2:34 am

    Eu sou totalmente obcecada por tudo que envolve esta série, mas principalmente pela fotografia, direção, roteiro e trilha sonora. Amei seu post, que bom que você ouviu este podcast e pode criar este conteúdo incrível. Já estou aqui me programando para maratonar tudo outra vez!
    Meu sonho é pode conhecer as locações, pena que fecharam o buraco kkkk

    • Reply Alessandra May 28, 2020 at 9:12 am

      Somos duas, Ju! Essa série é muito bem feita, dá gosto de ver. Também vai rolar maratona por aqui. Espero que vc realize seu sonho de conhecer as locações um dia!

  • Reply Bárbara May 28, 2020 at 9:47 am

    Essa série é incrível. Confesso que fiquei um pouco perdida no começo e nem faria mal rever as primeiras temporadas. Amo histórias de viagem no tempo, e o clima, a atmosfera da série contribuem pra esse mistério, essa viagem toda. Amei o post!

    • Reply Alessandra May 29, 2020 at 10:04 am

      É muito imersivo neh? Fiquei muito concentrada na história da primeira vez que vi e nem pude apreciar tanto a fotografia. Mas quando assisti de novo com o marido, aí pude prestar mais atenção a outros detalhes. Feliz que amou o post! <3

  • Reply K. May 28, 2020 at 3:29 pm

    amei demais aquela sua foto ali ♥ hahaha e amei o post também. ainda não assisti dark, mas ela tá na minha listinha de próximas séries pra ver 🙂

    • Reply Alessandra May 29, 2020 at 10:06 am

      Feliz que amou pq ela é uma das minhas fotos preferidas lá de Chernobyl. Assiste, Kah! Venha ficar louca também! hahahahha

  • Reply Fernanda Ene May 31, 2020 at 3:24 pm

    Oi, Alessandra! Não conhecia a série, mas fiquei curiosa para assistir… Eu adoro quando séries e filmes têm uma fotografia que vai além de apenas registrar uma cena e uma conversa… Acho que isso muda toda a estética do que está sendo mostrado, inserindo sentimentos em vários graus de complexidade. Beijos, beijos! =*

    • Reply Alessandra June 1, 2020 at 4:03 pm

      Oi, Fernanda! Concordo com o que você comentou e “Dark” se encaixa perfeitamente em todos os graus de complexidade possíveis. Se assistir, me conta aí se curtiu. Beijos!

  • Reply Taís June 3, 2020 at 8:05 pm

    Ai, Ale, também gosto muito dessa série e acho a fotografia e todoss seus elementos muito fodas e inspiradores. Fiquei morrendo de vontade de assistir mais uma vez por causa do seu post, pra rever tudo e descobrir mais coisas hehe

    • Reply Alessandra June 5, 2020 at 10:46 am

      Assiste aí para esquentar para o terceiro ciclo, Taís! E tb para prestar atenção em outros detalhes que provavelmente você perdeu, já que é impossível captar tudo de uma vez só.

    Leave a Reply