Cultura

Ucrânia no Cinema: Encouraçado Potemkin

May 24, 2016

Já escrevi alguns posts sobre a Ucrânia no cinema, mas ainda não tinha falado sobre esse clássico do cinema mundial. Esse filme entrou na minha vida quando eu tinha uns 15 ou 16 anos de idade e não sabia nem apontar a Ucrânia no mapa. Meu pai pegou esse filme na locadora pra mim (e nem era DVD, era VHS mesmo) porque eu estava numa fase meio apaixonada pelos filmes do Charles Chaplin. Clássico, mudo e preto e branco? Check. Agora advinha se eu tive paciência para assistir? Lógico que não. O filme nem é longo nem nada, mas me faltava maturidade mesmo. Afinal, ele está bem longe de ser engraçadinho como os filmes do Chaplin.

Corta para 20 anos depois e eu mais madura, morando na Ucrânia e com viagem marcada para Odessa, cidade onde se passa a história. Momento perfeito para dar uma segunda chance para a película, ainda mais agora que o You Tube está aí para facilitar a vida da gente. E agora sim, tudo fez sentido e eu entendi o grande motivo desse filme ser um clássico do cinema mundial. A famosa sequência da escadaria é realmente FAN-TÁS-TI-CA. Especialmente quando você lembra que esse filme foi lançado em 1925. O diretor Sergei Eisenstein conseguiu transmitir a sensação de desespero de forma fenomenal. E agora todas as cenas clássicas de escada me fazem pensar que é uma referência a esse filme. Sério, se você gosta de cinema, precisa sentar e prestar atenção nele e em todos os símbolos usados para passar a mensagem que o diretor quis passar.

O filme é baseado em fatos reais e representa dois momentos da Revolução Russa de 1905. Impossível assistir a cena das escadarias de Odessa e não traçar um paralelo com a Revolução Euromaidan: uma manifestação pacífica contra um regime autoritário que se transformou em massacre com várias pessoas inocentes mortas. Impressionante como momentos históricos tão distintos podem ser tão parecidos. “Acontece na vida, acontece na TNT”. Enfim, o fato é que o filme é realmente uma pérola da sétima arte e é interessante entender todo o conceito e a ideologia que estão por trás das imagens e como é possível transmitir uma mensagem sem dizer uma palavra.

Não posso terminar o post sem comentar sobre a trilha sonora que tem uma função importantíssima de criar um clima que casa perfeitamente com as imagens que surgem na tela. Estou falando sobre a trilha original, já que há uma versão desse filme com a trilha sonora da dupla Pet Shop Boys. Oooooooooooooooooooooooiiiii?!?! Calma que eu explico. Em 2004, o prefeito de Londres chamou a dupla para compor e apresentar uma nova trilha sonora para o clássico russo. A dupla topou e se juntou ao compositor alemão Torsten Rasch e a Sinfônica de Dresden para criar a obra que foi apresentada junto com o filme pela primeira vez em setembro de 2004. Clique no link abaixo se você quiser assistir a versão com a trilha do Pet Shop Boys e as legendas em inglês. Sinceramente, prefiro a trilha original.

Vocês já assistiram esse clássico? Já conheciam a cena das escadarias de Odessa? Para ler mais posts sobre a Ucrânia no cinema, clique aqui, aqui e aqui.

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply