Cotidiano

Tag: Apaixonada por fotografia

August 10, 2015

Estamos viajando, mas deixei esse post agendado para não ficar tanto tempo sem atualização. Vi essa tag no blog da Bárbara e achei bem legal, por isso resolvi responder para vocês saberem um pouco como começou a minha paixão pela fotografia. Vamos às perguntas:

1 – Com quantos anos você teve sua primeira câmera fotográfica?
A minha primeira câmera fotográfica foi surrupiada da minha mãe. Aos 26 anos, fiz um curso de fotografia básica e resolvi pegar a Olympus Trip 35 que estava encostada na estante. Comprei um filme e mandei ver na primeira aula prática do curso e me apaixonei pra sempre. As fotos digitais eram feitas com uma cybershot do marido (que na época era namorado) e nós dois usamos a mesma câmera para fazer o curso. Quando terminamos o curso, marido resolveu comprar uma DSLR, a Nikon D40 com a lente do kit e nós dois fotografávamos com ela. Em 2008, ele foi para Nova York e eu pedi pra ele comprar pra mim uma Nikon D40 com uma lente 18-135mm e essa foi a primeira câmera digital que pude chamar de minha mesmo, comprada com o meu dinheiro.

2 – Prefere fotografar ou ser fotografada?
Prefiro fotografar. Fico meio sem graça quando sou fotografada. E normalmente, só o marido acerta tirar fotos minhas porque ele consegue captar meu melhor ângulo.

3 – Você tem uma boa câmera para fotografar?
Sim. Aliás, o que não falta em casa é câmera. Temos várias analógicas e duas digitais. A mais usada é a Fujifilm X-E1 com a lente 35mm f/1.4. Apesar de ter “film” no nome, é uma câmera digital muito boa. Temos uma lente 60mm também, mas usamos menos porque a 35mm é bem mais versátil. A outra câmera digital é uma Nikon D90 que está completamente esquecida dentro do armário.

4 – Você fotografa e publica suas fotos?
Sim. Publico aqui no blog, no flickr e no instagram. Criei também um tumblr recentemente para colocar apenas nossas fotos analógicas.

5 – Tumblr, We heart it, ou instagram?
Instagram com certeza. Não posto muuuuuito, mas sou viciada em ver as fotos alheias.

6 – Cite uma pessoa que você se inspira para tirar suas fotos.
Não consigo citar uma só, pois me inspiro em várias pessoas. Vou citar duas fotógrafas que eu sigo há muitos anos no flickr e gosto bastante: a Mirjan van der Meer e a Annette Pehrsson.

7 – Você edita suas fotos ou prefere que elas fiquem no modo original?
Sempre edito. Nada muito mirabolante porque também não tenho tanto conhecimento assim de edição. Costumo dar aquele tapa nas cores, já que nunca fica tão legal no arquivo cru.

8 – Qual seu programa predileto para editar fotos?
Sempre uso o Adobe Lightroom.

9 – Sonha em ser fotógrafa ou faz isso como um hobbie?
Hobbie. Cheguei a tentar fazer uns trabalhos, mas quando você é iniciante o pessoal acha que tem que te pagar mixaria. Daí eu larguei pra lá. Deixei pro marido que trabalhou um bom tempo com isso (e tem mais paciência também).

10 – Já fez algum tipo de curso de fotografia?
Fiz uns dois cursos e participei de alguns workshops. Mas fotografia é algo que você nunca para de aprender, sempre tem alguma novidade.

11 – Qual a última foto que você tirou?

Como esse post é agendado, a última foto que eu tirei até o dia que ele foi escrito foi essa minha com a Amélie que eu postei no Instagram. Todo dia ela vem chamegar enquanto eu tomo café da manhã.

Processed with VSCOcam with x1 preset

12 – Qual a última vez que você foi fotografada por alguém?

A última vez que fui fotografada foi no fim de semana passado e não vou colocar a foto aqui porque deu ruim hahaha.

13 – Você é daquelas que quer sempre registrar os momentos e o que está ao seu redor, e sai sempre com uma câmera nas mãos?

Não. Eu era assim logo que comecei a fotografar, mas percebi que você acaba deixando de viver o momento quando quer fotografar tudo. Hoje em dia com o celular, posso dizer que saio sempre com uma câmera nas mãos, mas só registro mesmo quando encontro algo que achei bem interessante.

14 – Mostre uma foto sua (ou que você tenha tirado) que você goste muito.

A foto que abre esse post é a escolhida e foi tirada há mais de 5 anos, quando ainda morava com meus pais. Ela foi feita com uma câmera Kiev quando eu nem sequer imaginava que um dia moraria na cidade de mesmo nome. É o trilho do trem de carga que passa pelo bairro onde eu morei até os 29 anos de idade. Sempre achei muito interessante ter esse trilho cortando o bairro. Fora que eu sempre sonhei um dia andar de trem, então aquilo ali me fascinava. Hoje eu já realizei esse sonho e continuo achando bem legal andar de trem.

Espero que tenham gostado da tag e fiquem à vontade para responderem também.

You Might Also Like

11 Comments

  • Reply Bárbara Hernandes August 12, 2015 at 9:58 am

    Alê, amei que você respondeu essa tag também! E que espetáculo essa sua foto do trilho do trem, incrível!

    Eu concordo sobre esse lance de viver mais o momento do que ficar tirando fotos loucamente, mas pelo menos quando estou viajando, costumo fazer assim: chego, dou uma olhada, tiro fotos do lugar, peço pro namorado (ou quem estiver comigo) pra tirar umas fotos minhas, guardo a câmera e vou apreciar melhor, olhar os detalhes. Não é o ideal, mas tem funcionado…

    • Reply Alessandra Araújo August 15, 2015 at 11:25 pm

      Eu procuro carregar a câmera o tempo inteiro em viagens, mas fotografo pouco e tento fotografar cenas que me chamam muita atenção. O que sair, saiu. O resto guardo na memória mesmo.

  • Reply Taís August 12, 2015 at 8:39 pm

    Ahh que legal, eu tb vi essa tag no blog da Barbara e vou responder em breve! 🙂
    Eu amei essa tua foto com a tua gaitnha, coisa mais amor! <3
    A gente que gosta de fotografia as vezes acaba pirando quando vai em algum lugar, a gente quer tirar umas fotos legais, mas tamb[em quer aproveitar tudo ao redor, as vezes uma foto requer um pouco mais de atenção e a gente demora um pouquinho nessa de fotografar, sempre tento balancear as duas coisas, mas sempre consigo aproveitar também 😉
    E estou aqui apaixonada nas fotos da Annette! *_*

    • Reply Alessandra Araújo August 15, 2015 at 11:28 pm

      Confesso que tem hora que até esqueço de fotografar as coisas. Tem dias da viagem que estou mais inspirada que em outros e as fotos saem melhores, mas procuro não ficar me preocupando tanto com isso. E sim, as fotos da Annette são bem incríveis.

  • Reply Lolla August 14, 2015 at 5:55 pm

    delicinha de cat love. ♥
    e eu queria um curso de fotografia também, mas aqui eles são meio caros, eu sou mão de vaca. 😀

    • Reply Alessandra Araújo August 15, 2015 at 11:30 pm

      Lolla, hoje tem muito vídeo legal no youtube e no lynda.com. Dá pra aprender bastante coisa sem gastar muito. 🙂

  • Reply K A H September 4, 2015 at 5:07 am

    O que são essas fotos da Anette? Adorei conhecer essa referência, ela é muito maravilhosa! Eu adorei essa tag e tô querendo responder tb. Achei demais a história de ter fotografado com uma câmera que hoje tem o nome da cidade que você mora, parece coisa de destino,hahaha.

    • Reply Alessandra Araújo September 4, 2015 at 9:25 am

      A Annette é incrível neh? E responde mesmo a tag, Kah! Curiosa pelas suas respostas. Sobre a coisa do destino, eu acredito que seja mesmo viu. Afinal, qual a chance neh?

  • Reply Ana October 6, 2015 at 10:00 am

    Gostei demais! Este post está no meu rascunho desde o dia em que o vi no blog da Bárbara. Vendo o seu, talvez eu crie coragem pra terminar 🙂
    Linda demais a primeira foto!
    Eu adoro fotografia analógica. As cores são tão lindas. Por isso que tento sempre editar minhas digitais com o estilo de film. Vou acompanhar as fotos de vcs no tumblr. Diferente de você, a minha canon ae1 é que está no armário esquecida. Preciso sair mais vezes com ela.
    Ótimo post, adorei 🙂

    • Reply Alessandra Araújo October 6, 2015 at 10:50 am

      Tenho tentado editar as digitais com estilo de filme também, Ana. Nos próximos posts vai dar pra ver. Eu adoro seu estilo de edição, você manda muito bem. Doida pra ver suas respostas para essa tag.

  • Reply Registros Analógicos – Um Novo Destino September 12, 2018 at 9:26 pm

    […] porque ele nasceu quando eu comecei a fotografar com a Olympus Trip 35 em 2007 (contei melhor nesse post aqui). Eu não fotografava com câmera analógica há MUITO tempo e não sabia se ainda lembrava como […]

  • Leave a Reply