Cotidiano, Cultura, Kiev

Ucranianos: quem são, o que comem, como vivem?

October 30, 2014

Se é verdade que a primeira impressão é a que fica, posso dizer que até hoje, a minha experiência com os ucranianos foi ótima. As pessoas com as quais tive a oportunidade de me relacionar até o momento foram super cordiais, simpáticas e prestativas. Seja nas lojas, nos restaurantes, no táxi, elas se esforçam para serem gentis, mesmo quando não falam inglês. Inclusive, esse é um fato muito interessante: as pessoas aqui em Kiev falam muito mais inglês do que no Brasil.

Quando eu e marido fomos comprar o sofá, o rapaz que nos atendeu não falava quase nada de inglês, mas usou o tradutor do Google para se comunicar e a venda foi concluída com sucesso. Ele foi especialmente cuidadoso ao guardar a nota fiscal dentro de um plástico para que ela ficasse protegida. Achei esse gesto uma fofura!

CNV000012

Outro exemplo foi quando compramos o teclado do computador com alfabeto cirílico e precisamos trocar porque estava sem o adaptador. O inglês do rapaz que nos atendeu também eram bem limitado, mas ele se desdobrou para resolver o problema. Uma moça que estava na loja viu a situação e decidiu ajudar, já que ela sabia falar inglês. Novamente fiquei encantada com a postura prestativa deles.

Ainda teve o taxista que contou um pouco da história do bairro Podil (devidamente traduzida por Manu Matioli), o garçom bem humorado que brincou quando perguntamos quem era a pessoa que tinha o nome escrito nos tijolos do restaurante (ele disse que era alguém que tinha sido emparedado ali hehe) e a faxineira da minha casa que tentou puxar assunto comigo mostrando a foto do gato da neta dela no celular (técnica infalível para ganhar o coração de uma gateira). Infelizmente, não passou disso por conta da língua.

CNV000017-2

Então, respondendo a pergunta do título desse post, os ucranianos são seres gentis e bem humorados que tomam Borsch (uma sopa muito boa por sinal!) e vivem muito bem. Afinal, gentileza gera gentileza e eu não vejo a hora de aprender a língua para poder me comunicar mais com eles. Por enquanto, sigo estudando.

You Might Also Like

16 Comments

  • Reply pree October 30, 2014 at 5:28 pm

    Espero q vc aprenda logo tb. Quem tá ensinando vcs? Besos

    • Reply Alessandra Araújo October 30, 2014 at 8:30 pm

      Estamos aprendendo em cursos online. E a Manu tah ajudando tb. Beijos.

  • Reply Paula A. November 5, 2014 at 8:21 pm

    Borsch <3 <3 <3
    Nunca tive tanta azia quanto no dia que tomei Borsch em Moscou, graças ao alho (e à vodca acompanhando! hahah), mas que coisa deliciosa.

  • Reply Alessandra Araújo November 6, 2014 at 11:50 am

    Mas você tem problemas com alho ou com a vodka? heehhe Eu não tive nenhum problema e já tomei várias vezes. Quem sabe rola um vídeo com a receita.

  • Reply Lidia November 7, 2014 at 10:15 pm

    O que só confirma o que algumas colegas russas/ bielo-russas/ ucranianas que fiz por aqui vivem me dizendo: em muitos países do leste europeu o povo é caloroso e festeiro, por mais que eles não sejam de sorrir muito no começo. Você está matriculada em alguma escola? Está aprendendo russo ou ucraniano? como está sendo o processo de aprendizagem?
    Abraços!

  • Reply Alessandra Araújo November 7, 2014 at 10:34 pm

    Oi Lidia! Eu e meu marido estamos estudando por conta própria em cursos online. Estamos estudando russo pq é muito difícil encontrar material pra estudar ucraniano. Bom, quanto ao processo de aprendizagem, está bem lento… Até porque eu ando meio indisciplinada e não tenho estudado todos os dias. Empaquei no nível 10 do básico e tah difícil de sair. Eu ainda dependo muito do inglês para me comunicar, mas não deixo de fazer nada que eu preciso fazer. Tem a facilidade dos ucranianos serem muito prestativos, então eles sempre se empenham e eu consigo o que eu quero. Espero que daqui a uns meses eu já esteja conseguindo falar mais do que apenas algumas palavras e frases.

    Abçs.

  • Reply Lidia November 10, 2014 at 4:40 am

    Eu morro de vontade de aprender russo, tentei aprender online, mas não dá: eu sou muito indisciplinada e a língua é muito difícil! Tenho que ter a rotininha de aulinha, professor, obrigação moral de entregar os deverzinhos e coisa e tal. Por aqui até rolam uns cursos, só me falta tempo mesmo. Deixa eu acabar esse bendito mestrado que eu vou poder estudar coisas que realmente quero… Rs!

  • Reply Alessandra Araújo November 10, 2014 at 10:34 am

    Sim, a língua é bem difícil, mas eu sou brasileira e não desisto nunca! hahahahhahah Se daqui a uns meses eu ainda estiver muito ruim, vou ter que apelar pra um rotina de aula com professor mesmo.

  • Reply Jac November 10, 2014 at 2:46 pm

    Que legal, Alê! Bom demais que o povo é caloroso. Acho que deve fazer toda a diferença.

    Estudando e imersa na língua, daqui a pouco vc se comunicará. Foco nos estudos! Ganhe o mundo.

    Beijos e boa semana 🙂

    • Reply Alessandra Araújo November 11, 2014 at 11:27 am

      Sim, faz toda a diferença, Jackie. Eu ficaria muito retraída se eles fossem grosseiros. Beijos e boa semana pra você também.

  • Reply Ana November 18, 2014 at 9:44 pm

    Eu tive contato com outras pessoas do leste europeu e tive a mesma impressão. São pessoas bem amistosas. Agora, imagino que seja complicado aprender a língua, hein?

    • Reply Alessandra Araújo November 19, 2014 at 2:24 pm

      Pois é, até agora só tive boas experiências com eles. Sim, a língua é complicada, mas vamos aprendendo aos poucos.

  • Reply Kiev em analógica – Um Novo Destino June 10, 2015 at 7:26 pm

    […] ele tinha feito essa foto. Aqui no blog tem algumas fotos em filme nos primeiros posts: esse aqui, esse e […]

  • Reply Dois livros: Os Russos e Um diário russo – Um Novo Destino February 13, 2017 at 9:45 pm

    […] que a impressão de John Steinbeck sobre os ucranianos é absurdamente parecida com a minha e já comentei sobre isso aqui no blog. O trecho a seguir ilustra bem isso:”Embora Kiev tenha sofrido uma grande devastação, o que […]

  • Reply Жарденес February 15, 2018 at 3:41 am

    Estão, eu falo Russo mas ainda não fui para Rússia. Tenho uma amiga que é ucraniana e vou confessar que sou apaixonado por ela (sentido figurado), povo muito legal e gente boa. Passei o Natal agora de 2017 na casa família dela acompanhado de mais duas famílias russas e isso foi muito legal até para praticar a língua que tanto amo!

    • Reply Alessandra Araújo February 24, 2018 at 4:17 pm

      Oi Jardenes! Aprender uma nova língua é muito legal. Deve ter sido muito interessante passar o natal com essas famílias e praticar a língua. Obrigada pela visita! дуже дякую!