Browsing Category

Cultura

Cotidiano, Cultura

Eu procrastino, tu procrastinas?

January 16, 2019

Primeiro mês do ano e aquele pensamento de “o que vou fazer esse ano?”, avaliação sobre “o que fiz no ano passado?” tomam conta da nossa mente não é? Então, achei que esse era um bom post para tirar do rascunho. Planejar é uma coisa, partir para ação já é outra história e no meio mora a famosa procrastinação.

Quando fui para Moscou no ano passado, visitei o Center of Photography The Lumiere Brothers e uma das exposições que estavam lá era do fotógrafo japonês Ikuru Kuwajima. Ele se inspirou no livro “Eu, Oblomov” escrito por Ivan Goncharov em meados do século XIX para criar essa série fotográfica cujo tema é justamente a famosa procrastinação que ganhou o nome de “oblomovismo” na Rússia por conta do personagem principal dessa história.

Continue Reading…

Cultura, Viagens

Uma semana em Moscou – Considerações Finais

December 11, 2018

Antes que o ano acabe e as minhas memórias sobre essa viagem se desbotem completamente, deixarei aqui registradas mais algumas fotos e pensamentos sobre a semana que passei na capital russa em maio desse ano. Bom, escrevo esse post com um certo receio, já que a invasão do blog aconteceu logo após eu ter liberado o post sobre os museus que visitei em Moscou. Coincidência? Não sei, mas sei que a Rússia é conhecida por cyber attacks, bots e coisas do tipo, então vai saber neh?

Esse mesmo receio me acompanhou durante a viagem, já que meu passaporte é cheio de carimbo da Ucrânia e os dois países encontram-se em conflito desde 2014. Inclusive, por conta do conflito, não há mais voos direto de Kiev para Moscou. Portanto, nosso voo fazia conexão na Bielorússia e achei bem estranho que a imigração é feita em Minsk, não em Moscou. Tem um guichê com a placa “Federação Russa” no aeroporto mega soviético da capital da Bielorússia e a funcionária não fez muitas perguntas antes de carimbar nossos passaportes.

Continue Reading…

Cotidiano, Cultura, Kiev

Passeio guiado pela Mezhyhirya (Museu da Corrupção)

November 28, 2018

Enquanto o Brasil pegava fogo por conta das eleições, resolvemos fazer um passeio guiado em português pelo Parque Nacional Mezhyhirya (a pronúncia é “mejirríria”). Esse é um local que eu queria visitar há muito tempo, mas sempre adiava. O parque está localizado fora de Kiev, então demanda um certo planejamento para ir pra lá. Além disso, eu não queria visitar só o parque, mas queria conhecer especialmente a residência onde viveu Víktor Yanukóvytch, o ex-presidente da Ucrânia.

Há exatos 5 anos, começaram os protestos da Revolução Euromaidan que duraram até fevereiro de 2014, quando Yanukóvytch acabou fugindo para a Rússia e novas eleições foram convocadas meses depois. Até então, os ucranianos não tinham conhecimento da real residência do ex-presidente, já que a casa que ele mostrou para os jornalistas era bem mais humilde (aquele cheirinho de fake news no ar…). Só depois que ele fugiu para a Rússia é que os participantes dos protestos decidiram ir para a Mezhyhirya e descobriram para onde estava indo o dinheiro da população e você pode conferir e se chocar também com as fotos desse post.

Continue Reading…

Cultura

Uma parceria muito simbólica

November 20, 2018

Há algum tempo descobri que o ucraniano Eugene Hütz e sua banda Gogol Bordello gravaram uma música linda com a cantora russa Regina Spektor. Levando em consideração que a Rússia e a Ucrânia encontram-se em conflito desde 2014 e que os dois artistas foram obrigados a sair de seus respectivos países por conta de perseguição gerada por um governo autoritário, achei que isso daria um excelente post.

O nome da música é “Seekers and Finders” e a letra é uma incrível reflexão sobre a vida e a procura por um propósito cheia de metáforas que #entendedoresentenderão. Já havia me sentido tocada pela música e tudo passou a fazer mais sentido quando me aprofundei na pesquisa sobre os artistas e entendi todo o simbolismo que fundamenta essa parceria. Para assistir ao videoclipe da música é só clicar na imagem abaixo.

Continue Reading…

Cultura, Viagens

Uma semana em Moscou – Museus

October 5, 2018

Comentei nesse post que Moscou não deixa nada a desejar quando se trata de museus e eu fiz questão de dar uma atenção especial para esse tema na hora de preparar meu roteiro. Sou rata de museus porque acredito que se aprende pra caramba numa simples visita. Esses são os posts que mais me dão trabalho de preparar e eu adoro escrever, mas são os que menos são lidos também. Esse é especialmente importante por conter informações muito relevantes para quem vai apertar o botãozinho da urna no próximo domingo porque aqui eu mostro o que a Rede Globo não mostra.

Como já tinha dito nesse post, o passado soviético é motivo de orgulho na Rússia e a conquista espacial é um dos destaques desses velhos tempos, então eu e marido fomos logo no primeiro dia visitar o Museu da Cosmonáutica. O museu é enorme (como tudo em Moscou), interessante, porém achei que deixa a desejar quanto às informações em inglês. Ele fica mais afastado do centro, mas vale a visita para quem se interessa pelo tema.

Continue Reading…

Cultura, Kiev

Show da Onuka + NAONI

September 4, 2018

A artista ucraniana Onuka vem fazendo uns shows com a NAONI, uma orquestra nacional de instrumentos folclóricos ucranianos e esse ano eu finalmente consegui vê-los ao vivo. A primeira vez foi no inverno, no belíssimo Centro Internacional de Cultura e Artes, também conhecido como Palácio de Outubro. Esse palácio está localizado na rua Instytutska, do lado da Maidan Nezalezhnosti. Não só foi a primeira vez que vi a apresentação da Onuka com a NAONI, mas foi também a primeira vez que visitei esse palácio e ele é lindíssimo por dentro. Uma perfeita locação para um filme do Wes Anderson.

Porém, as fotos desse post foram feitas em outro show da Onuka+NAONI, uma apresentação gratuita que aconteceu no dia 26/04, data que o acidente de Tchernóbil completou 32 anos. A cantora/compositora Natália Zhyzhchenko foi diretamente afetada por essa tragédia, já que o pai dela trabalhava em Tchernóbil e recebeu uma alta dose de radiação. Em 2016, o acidente nuclear completou 30 anos e Onuka lançou o EP “Vidlik”. A música “1986” faz parte desse EP e faz referência ao ano em que o acidente ocorreu. As duas fotos abaixo são do momento da apresentação dessa música e as projeções do telão são do videoclipe que mostra a vida selvagem que retornou a Tchernóbil após a evacuação dos seres humanos. Você pode assistir o vídeo clicando aqui.

Continue Reading…

Cotidiano, Cultura, Kiev

Visita guiada ao Museu Bulgákov

August 7, 2018

Em março, participei de uma visita guiada ao Museu do Bulgákov que funciona na casa onde o escritor e sua família viveram entre 1906 e 1919. A casa localiza-se na histórica rua Andriyivsky Uzviz. Eu ainda não tinha visitado esse museu porque queria ao menos ler algo do escritor antes de conhecer a casa onde ele morou. Em 2016, li “O mestre e Margarida”, sua obra mais famosa. Fiquei bem animada quando fiquei sabendo sobre essa visita guiada. Já adianto que adorei conhecer a casa por dentro e compartilho as minhas fotos preferidas.

Continue Reading…

Cotidiano, Cultura

Tudo se Ilumina – Jonathan Safran Foer

May 14, 2018

Esse post não é uma resenha sobre esse livro, mas um relato sobre a minha experiência de leitura. Demorei um bocado para terminar de lê-lo porque ele é extremamente metafórico e eu não estava com a minha capacidade de abstração completamente liberada. Apesar disso, ainda consegui captar bastante coisa. Insisti na leitura porque não gosto de abandonar livro, mas isso mudou graças a essa leitura. Desconfio que talvez seja exatamente esse um dos efeitos que o Jonathan Safran Foer quis causar no leitor.

“Tudo se Ilumina” é o primeiro livro dele e foi resultado de uma viagem que ele fez para a Ucrânia com o intuito de expandir sua tese, após a conclusão da licenciatura em Filosofia. Ele também escreveu “Extremamente Alto e Incrivelmente Perto” (também adaptado para o cinema) e “Comer Animais”. O cara tem um talento e uma sensibilidade incrível com as palavras. Ele consegue construir umas metáforas belíssimas. Só lendo mesmo pra entender.

Continue Reading…

Cotidiano, Cultura, Kiev

Sexta-feira 13 no Cemitério

May 8, 2018

Na última sexta-feira 13, participei de um passeio guiado pelo Cemitério Baikove. Não acredito em superstições relacionadas a essa data e pra mim, o número 13 significa sorte, já que nasci no dia 13/06. Quem acompanha o blog já sabe que gosto de visitar cemitérios, então acordei cedo e bem disposta para passear entre túmulos e conhecer mais da história de Kiev. A primavera finalmente chegou e estava um lindo dia de sol. Eu já tinha visitado esse cemitério antes e tem até post aqui no blog, então sabia em que estação de metrô descer e como chegar lá.

O ponto de encontro era a igreja da foto abaixo que fica dentro do cemitério, mas eu não lembrava disso e a colega que organizou o passeio não avisou sobre esse detalhe, daí eu segui o google maps achando que a igreja ficava fora do cemitério, já que ele indicou um caminho que não tinha nada a ver e me fez perder uns 40 minutos do passeio… Não é a primeira vez que isso acontece, pois o google maps não lida bem com a Ucrânia e não dá para confiar nele 100%, especialmente para rotas a pé. Pra piorar, várias ruas de Kiev mudaram de nome, então você precisa ficar checando as coisas que existem por perto pra ter uma referência. No fim, usei a boa e velha ligação telefônica e consegui chegar ao local certo e ainda pegar bastante explicação durante o tour.

Continue Reading…

Cotidiano, Cultura, Kiev

Visita ao ВДНГ (VDNKH)

April 3, 2018

Se você leu esse título e pensou “vêdêoquê?”, calma que eu te explico. O ВДНГ (é uma sigla e a pronúncia é algo como “VDNRRÁ”) é um centro de exposições inaugurado no dia 6 de julho de 1958 com a finalidade de exibir tudo o que era produzido nas áreas de agricultura, indústria, construção, ciência, transporte e cultura da República Socialista Soviética da Ucrânia. Localizado no parque Holosiiv, o centro de exposições ocupa uma área total de 286.3 hectares e possui 180 pavilhões, dos quais 20 possuem status de monumentos históricos e culturais da Ucrânia.

A arquitetura dos pavilhões é um grande exemplo do monumentalismo soviético, com suas colunas clássicas e grandes afrescos com representações de camponeses e trabalhadores. Os melhores artistas soviéticos estiveram envolvidos na criação desse enorme complexo. Ou seja, é um local super relevante para a história recente da Ucrânia e eu fiquei bem empolgada quando surgiu a oportunidade de visitá-lo em uma passeio guiado em novembro do ano passado.

Continue Reading…